Ciência

Físico português distinguido com prémio internacional

Um físico português, docente na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, acaba de ser distinguido com o prémio Jovem Cientista em Relatividade Geral e Gravitação 2014, atribuído pela Sociedade Internacional de Relatividade Geral e Gravitação. Ele é
Versão para impressão
Um físico português, docente na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, acaba de ser distinguido com o prémio Jovem Cientista em Relatividade Geral e Gravitação 2014, atribuído pela Sociedade Internacional de Relatividade Geral e Gravitação. Ele é Jorge Santos, tem 32 anos e trabalha, atualmente, sob orientação de Stephen Hawking. 
 
O anúncio foi feito esta quinta-feira, no âmbito de uma conferência levada a cabo pela Sociedade Internacional de Relatividade Geral e Gravitação. O prémio corresponde a um valor monetário de 1.000 euros e visa reconhecer “as contribuições extraordinárias de cientistas em fase inicial das suas carreiras”, relativamente à teoria da relatividade geral de Einstein e da gravidade.

O trabalho de Jorge Santos tem por base os buracos negros, ou seja, as regiões do espaço das quais nada, nem mesmo objetos que se movem à velocidade da luz, consegue escapar. Os mesmos são criados pela deformação do espaço-tempo, causada por uma estrela supergigante que, terminada a sua vida, sofre um colapso gravitacional, tornando-se infinitamente densa. 
 
Jorge Santos é licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, em Lisboa, e mestrado em Física Teórica pelo Departamento de Matemática Aplicada da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, onde, em 2010, conclui o doutoramento na mesma área. 
 
Desde Setembro de 2013 é professor na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e investigador na Universidade de Stanford, na Califórnia, EUA. Torna-se, agora, o primeiro português alguma vez distinguido por este prestigiado prémio internacional na área da Física.
 
O prémio Jovem Cientista em Relatividade Geral e Gravitação é a continuação do Prémio Xanthopoulos, tendo sido retomado em 2013, depois de este último existir entre 1991 e 2010. 

Notícia sugerida por Maria Pandina

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub