Cultura

Filme sobre António Variações avança já em 2012

NULL
Versão para impressão
Terminada a disputa entre o realizador João Maia e a produtora Utopia Filmes, a rodagem do filme biográfico sobre a vida de António Variações recebeu, finalmente, luz verde para avançar. O filme está pensado para um musical e irá contar o percurso do artista, desde os tempos antes da fama até aos dias próximos da sua morte.

João Maia, realizador e argumentista do filme, promete um “musical realista”, onde as músicas do cantor possam ser enquadradas pela ação. Será uma “biografia ficcionada”, avança o realizador e argumentista à revista Time Out. “Os elementos da sua vida estão lá, mas nem tudo o que parece se passou de facto”, acrescenta.

 A história centra-se sobretudo na vida do artista antes dos primeiros discos e da fama, começando com a sua última viagem a Nova Iorque, onde acabou por ser infetado com o HIV, o vírus da sida que, mais tarde, lhe provocaria a morte. João Maia adianta também que o final será “15 dias antes da morte, com ele numa casa de banho de hospital, ainda a cantar canções para um gravador”.

Sérgio Praia foi o escolhido para interpretar o papel de António Variações. O ator de 34 anos canta com a própria voz os temas que Variações gravou em cassetes, antes de editar os seus dois álbuns.

A homossexualidade é um dos temas abordados, mas não será central na história. “Quero mostrá-lo [António Variações] como um fenómeno popular e metáfora daquela época. A morte dele anuncia o fim de festa dos anos 80 em Portugal”, esclarece o realizador e argumentista.

Processo judicial atrasa produção

O filme já tinha entrado em pré-produção no ano de 2009, mas devido a desentendimentos entre o realizador e também argumentista João Maia e a produtora Utopia Filmes, acabou por ser interrompido.

“Tinha assinado um primeiro contrato que me permitia ter controlo total sobre o filme, mas pouco antes de começar a filmar deram-me um segundo contrato para assinar que permitia à Utopia despedir-me a qualquer altura, sem direito a indemnização”, relata João Maia, em conversa com a Time Out.

“O meu advogado contactou a Utopia e eles responderam que rescindiam o primeiro contrato e avançavam sem mim”, acrescenta. O realizador interpôs uma providência cautelar, reclamando direitos sobre o guião e a ideia, e a produtora ficou, temporariamente, impedida de fazer o filme.

Esta semana, dois anos passados, a revista Time Out avançou que o processo judicial chegou finalmente ao fim e que o filme sobre António Variações vai começar a ser filmado já no próximo ano.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes e Maria Manuela Mendes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório