Mundo

Favela colombiana ganha escadas rolantes

Os governantes de Medellín ofereceram umas escadas rolantes aos habitantes do bairro Comuna 13, um dos mais pobres desta segunda maior cidade colombiana. Segundo a administração local, o sistema vai facilitar a mobilidade dos habitantes da favela, be
Versão para impressão
Os governantes de Medellín ofereceram umas escadas rolantes aos habitantes do bairro Comuna 13, um dos mais pobres desta segunda maior cidade colombiana. Segundo a administração local, o sistema vai facilitar a mobilidade dos habitantes da favela, beneficiando cerca de 12 mil pessoas.  

A favela surgiu com um acumular de construções numa área de terreno inclinado sem qualquer tipo de regulação. Para sair de casa e do bairro, os habitantes eram obrigados a percorrer 35 minutos de caminho íngreme, o que impossibilitava a deslocação daqueles com menos mobilidade.

Contudo, para alegria de todos, foram inauguradas, na passada segunda-feira, umas escadas rolantes com 6 lances e 384 metros de comprimento, que permitem a deslocação de todos os habitantes do bairro. Agora, subir a uma altura equivalente a um 28º andar passou a demorar apenas 6 minutos.
 “É maravilhoso, um sonho tornado realidade. Fui das primeiras pessoas a estreá-las!”, diz Olga Holguin, moradora da favela, à Euronews.

As autoridades esperam ainda que a obra ajude a integrar os moradores do bairro com os restantes habitantes da cidade. “O projeto vai, seguramente,  mudar radicalmente a conceção que as pessoas têm da Comuna 13”, disse Eugenia Ramos, diretora do departamento de Desenvolvimento Urbano de Medellín.

O investimento ronda o equivalente a 5,1 milhões de euros e faz parte do Plano de Desenvolvimento Urbano da cidade. A utilização da infraestrutura é inteiramente gratuita. 

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório