Sociedade

Faculdade de Arquitetura conquista financiamento recorde

A Faculdade de Arquitetura foi eleita vencedora de três projetos promovidos pela União Europeia, conseguindo um financiamento global de 8,1 milhões de euros. O valor é considerado um recorde nacional e vai permitir o desenvolvimento de novas iniciati
Versão para impressão
A Faculdade de Arquitetura foi eleita vencedora de três projetos promovidos pela União Europeia, conseguindo um financiamento global de 8,1 milhões de euros. O valor é considerado um recorde nacional e vai permitir o desenvolvimento de novas iniciativas nas áreas do ambiento, do urbanismo, da sustentabilidade e do intercâmbio. 
 
O feito é resultado de um período de 15 meses em que a Faculdade de Arquitetura concorreu aos concursos postos em prática pela União Europeia. Um dos projetos vencidos pela instituição tem como objetivo fortalecer as relações transeuropeias do ponto de vista académico, cultural e profissional. 
 
Pelo nome TEMPO (Trans-European Mobility PrOject), o mesmo vem contribuir para a incrementação do número de profissionais altamente qualificados que, ao regressar aos seus países de origem, possam aproximar o Este e o Oeste da Europa.
 
Em termos gerais, o projeto visa uma formação em sustentabilidade ambiental – assente nos conceitos de um planeamento urbano e territorial sustentável, construções e sistemas de transporte mais eficientes e, de tecnologias verdes -, com vista à redução dos gases de efeito de estufa.

O segundo projeto, sob o título de INFINITY (INternational Fellowship IN transdisciplinarITY) Project, é, no fundo, um prolongamento do primeiro. Enquanto o projeto TEMPO adota o tema da sustentabilidade, ligando-o à redução das emissões de CO2 na arquitetura e no planeamento urbano, como ponto de partida para o desenvolvimento de relações transeuropeias, o INFINITY pretende reforçar esta parceria internacional na transdisciplinaridade.
 
Do ponto de vista geográfico, a parceria INFINITY corresponde a um eixo de 5.000 quilómetros que se estende desde o Oceano Atlântico, através do mar Mediterrâneo e do mar Negro até ao Mar Cáspio, sendo composta por Instituições de Ensino Superior (IES) que vão de Portugal ao Azerbaijão.
 
Por fim, o projeto RETHINKe (Reform of Education THru INternational Knowledge exchange) vem repensar e propor novos planos curriculares académicos no setor prioritário do Meio Ambiente, através do desenvolvimento de cursos inovadores de Mestrado e de doutoramento nas áreas de arquitetura, planeamento urbano, design, engenharia climática, ciências do ambiente, proteção ambiental. 
 
Além disso, o mesmo vem também suprimir uma necessidade de compreender o impacto das emissões de gases de efeito de estufa sobre a biosfera e de desenvolver programas de sustentabilidade com base num enquadramento transdisciplinar.
 
Em suma, os valores conseguidos pela Faculdade de Arquitetura para coordenar estes projectos ascendem aos 8,1 milhões de euros, um valor recorde financiado pela União Europeia a nível nacional. 
 
A conquista ganha ainda mais importância tendo em conta a apreciação “desfavorável” feita pelo Tribunal de Contas à  gestão daquela instituição da Universidade Técnica de Lisboa, segundo a qual havia sérios problemas na condução dos destinos da faculdade, desde contas desequilibradas a várias infracções financeiras.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub