Sociedade

Exames de física e química com resultados melhores

NULL
Versão para impressão
Os resultados a Física e Química nos exames nacionais melhoraram pela primeira vez em seis anos, com a taxa de reprovação a baixar e a média a registar valores positivos, segundo dados revelados pelo Ministério da Educação.
 
Nem tudo são más notícias no que diz respeito aos exames nacionais. Na primeira fase dos exames nacionais, na disciplina de Física e Química a taxa de reprovação passou de 25%, em 2010, para 16%, de acordo com os dados divulgados esta sexta-feira pelo Ministério da Educação.

A média do total dos exames passou de 8,1 para 9,9, com 18.482 negativas em 37.208 provas à disciplina que costumava registar piores notas.

O ministério destaca que, apesar dos maus resultados a Matemática, houve uma subida nas médias das classificações em disciplinas da área das ciências como Biologia e Geologia, Física e Química, Geografia, Geometria Descritiva A e Matemática Aplicada às Ciências Sociais.

Em Biologia e Geologia, a taxa de reprovação passou de 10% para 7%. A média dos alunos internos (28.384) subiu de 9,8 valores para 11,0 e a total de 9,6 para 10,7.

Geografia A manteve a taxa de reprovação nos 5%, mas a média subiu ligeiramente, de 11,0 para 11,3 valores nos alunos internos (13.650) e de 10,8 para 11,0 quando feita a média total.

A Geometria Descritiva A, a taxa de reprovação passou de 16% para 17%, com as médias a passar de 8,9 para 10 valores (internos) e de 8,2 para 9,1 (total).

As pautas são hoje afixadas nas escolas, e a classificação de exame pesa 30% na nota final de cada disciplina.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório