Saúde

Europa alarga vigilância sobre medicamentos

O Parlamento Europeu aprovou esta quarta-feira em Estrasburgo uma nova legislação sobre a vigilância aos fármaco. O objetivo é melhorar a informação aos cidadãos sobre os medicamentos ingeridos e respetivos efeitos secundários.
Versão para impressão
O Parlamento Europeu aprovou esta quarta-feira em Estrasburgo uma nova legislação sobre a vigilância aos fármaco. O objetivo é melhorar a informação aos cidadãos sobre os medicamentos ingeridos e respetivos efeitos secundários.

Prevê-se assim a criação de um portal Web europeu e de portais nacionais onde os pacientes poderão encontrar informações sobre o tema e avisar as autoridades nacionais de eventuais reações adversas.

Alguns fármacos, como aqueles que contenham uma substância ativa nova, serão assinalados com um símbolo de cor preta e com a seguinte menção: “Este medicamento está sujeito a supervisão adicional”.

A base de dados já existente “EudraVigilance” funcionará como ponto único de receção das informações de farmacovigilância, por exemplo, sobre as suspeitas de reações adversas no ser humano à utilização dos medicamentos.

Estima-se que 197 mil mortes por ano na UE sejam causadas por reações adversas a medicamentos.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório