Saúde

EUA: transplante facial para homem eletrocutado

Dallas Wiens, 25 anos, recebeu o primeiro transplante facial completo nos EUA, depois de ter ficado literalmente sem cara por causa de um acidente que envolveu uma descarga elétrica de alta voltagem enquanto trabalhava como apanhador de fruta.
Versão para impressão
Dallas Wiens, 25 anos, recebeu o primeiro transplante facial completo nos EUA, depois de ter ficado literalmente sem cara por causa de um acidente que envolveu uma descarga elétrica de alta voltagem enquanto trabalhava como apanhador de fruta.

Uma equipa de 30 médicos e mais de 15 horas em cirurgia no Brigham and Women’s Hospital, em Boston, permitiram agora devolver a Dallas Wiens uma nova cara.

A equipa foi liderada pelo cirurgião plástico Bohdan Pomahac que supervisionou o trabalho de médicos, enfermeiras e anestesiologistas que substituíram “nariz, lábios, pele, músculos faciais e nervos que potenciam a capacidade de sentir”, conforme relata a AFP.
Image and video hosting by TinyPic
“Dallas está a recuperar muito bem. Está a conseguir atingir todas as metas que tinha de atingir até agora e está sempre em contacto com a família via telemóvel”, afirmou um dos médicos aos jornalistas.

Dallas teve o acidente em novembro de 2008 quando a sua cabeça tocou num fio elétrico de alta voltagem. As queimaduras apagaram literalmente a forma da sua cara.

“Hoje noticias tremendas assinalam um novo marco no legado da cirurgia plástica do Brigham and Women’s Hospital. O feito pioneiro conseguido por toda a equipa de transplantes foi uma dádiva possível apenas graças ao ato mais altruísta de um ser humano para outro, a doação de órgãos”, fez ainda questão de assinalar o presidente do Hospital norte-americano.

O primeiro transplante facial aconteceu na França, em 2005. O mais recente foi em Espanha.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub