Inovação e Tecnologia

EUA: Robôs ajudam crianças no pós-operatório

Estão a ser testados os primeiros robôs que os pacientes sujeitos a intervenção cirúrgica no Hospital Pediátrico de Boston podem levar para casa, para que possam ser devidamente acompanhados, depois de terem alta.
Versão para impressão
Estão a ser testados os primeiros robôs que os pacientes sujeitos a intervenção cirúrgica no Hospital Pediátrico de Boston, Estados Unidos, podem levar para casa, para que possam ser devidamente acompanhados, depois de terem alta.

Depois de saírem do internamento, as crianças terão, a partir de agora, a possibilidade de levar para casa um robô que lhes permite ser acompanhados no período pós-operatório através de consultas e indicações para especiais cuidados por videoconferência.

Os robôs USD foram criados pela VGo Communications, medem 1,37 m e pesam cerca de 8 kg. Andam sobre duas rodas e funcionam essencialmente como meio de comunicação por vídeo, estando equipados com câmaras, colunas e ecrãs para o contato “cara a cara” entre médicos e pacientes.

Os aparelhos são monitorizados por pessoal do Hospital Pediátrico de Boston e, para além da transmissão direta em vídeo, permite filmar e fotografar detalhadamente cicatrizes cirúrgicas ou quaisquer outros elementos de interesse para os médicos responsáveis.

O projeto está ainda em fase experimental, tendo já sido testado por oito pacientes do Hospital. De acordo com o comunicado de imprensa do Hospital, pretende-se testar os robôs em questão em pelo menos mais 40 casos diferentes antes de se avançar definitivamente com os 6 mil USD distribuídos pelos EUA.

[Notícia sugerida por Anabela Figueiredo]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub