Gastronomia

EUA: Novo gelado vegetariano permite perder peso

Em Los Angeles, na Califórnia (EUA), foi lançado um gelado que é, alegadamente, capaz de fazer emagrecer os seus consumidores num curto espaço de tempo.
Versão para impressão
Em Los Angeles, na Califórnia (EUA), foi lançado um gelado que é, alegadamente, capaz de fazer emagrecer os seus consumidores num curto espaço de tempo. A inovação é da gelataria vegetariana Kippy, que apresentou ao mundo o primeiro gelado para limpeza de gorduras e do organismo.

Segundo os criadores desta novidade, os resultados são evidentes depois da ingestão de dois quilos diários do novo gelado ao longo de um período de quatro dias.
 

O processo corresponde ao consumo total de 1.000 a 1.200 calorias e 70 gramas de gordura por dia, sendo que cada litro de gelado tem entre 20 a 25 gramas de açúcar. O mesmo promete ajudar as pessoas a perder peso e a alcançar um estado de espírito mais claro e calmo.
 
À luz das recomendações das autoridades de saúde, que apontam para um consumo médio aconselhável de apenas 10% das calorias diárias em gorduras saturadas, os números do novo gelado parecem altos, mas a Kippy defende que a “gordura saturada crua do gelado é, na verdade, capaz de dar origem a autênticos milagres no nosso organismo”. 
 
“Ajuda-nos a digerir, a reparar o intestino e a alimentar o cérebro. Além disso, estimula o metabolismo e é um poderoso agente desintoxicante”, explica a marca, citada pela Gizmodo. Feito à base de côco, o novo gelado deve ser ingerido cinco vezes por dia, havendo diferentes sabores para diferentes benefícios na saúde do consumidor.
 
Para comprovar o efeito do promissor gelado, um jornalista da Gizmodo decidiu, juntamente com a namorada, aceitar o desafio. Ao fim de alguns dias, ambos tinham perdido a mesma quantidade de peso: cerca de 2,7 quilos. 
 
Kippy Miller, co-proprietária da gelataria, diz ter demorado cerca de seis meses a conseguir chegar à fórmula final que iria fazer do novo gelado um alimento inédito para perder peso. “Por forma a absorver os nutrientes, os nossos corpos estão desenhados para refeições, cada uma delas acompanhada de uma gordura-solúvel”, esclarece.
 
Segundo a responsável, a eliminação de gorduras permite que o organismo se liberte ainda de outras toxinas prejudiciais ao organismo.
 
Saiba mais AQUI (em inglês).

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub