Gastronomia

EUA: Lusodescendente finalista de prémio de doçaria

Há um lusodescendente entre os nomeados para os Kettle Awards, o mais prestigiado prémio na indústria dos doces nos EUA. Trata-se de Joseph Dutra, com 61 anos, proprietário executivo da Kimmi Candy Company.
Versão para impressão
Há um lusodescendente entre os nomeados para os Kettle Awards, o mais prestigiado prémio na indústria dos doces nos EUA. Trata-se de Joseph Dutra, com 61 anos, proprietário executivo da Kimmi Candy Company. A cerimónia de entrega dos prémios acontece no próximo dia 20 de Maio, no âmbito da Expo Sweet and Snacks, no The Union League Club of Chicago.
 
“É uma das maiores honras que se pode ter na produção do ramo da indústria dos doces”, conta o empresário, que esteve em Toronto, no Canadá, como parte da comitiva do Governador do Nevada Brian Sandoval, numa missão empresarial que representantes daquela província efetuaram ao seu terceiro maior parceiro comercial.
 
As suas ligações a Portugal remetem ao seu avô, natural do Faial, nos Açores, que emigrou para Sacramento, na Califórnia, com apenas 18 anos de idade. Numa fase inicial, produzia os doces numa fábrica na Coreia do Sul, que mais tarde, em 2008, foi adquirida e trazida para Reno, nos EUA, onde está atualmente localizada, fornecendo mercados de nove países.
 
Em 2003, graças ao seu produto de referência 'Choco Rocks', a Kimmie Candy conquistou o prémio 'Produto do Ano' nos Galardões dos Doces que tiveram lugar em Long Beach, Califórnia. À Lusa, Joseph Dutra adianta que, no próximo ano, estas iguarias devem estar no mercado europeu, nomeadamente “em Portugal”. 
 
“Sou português, cresci com boa comida portuguesa, e desenhei os doces para terem um bom sabor, para serem bonitos como as mulheres portuguesas”, enaltece, salientado também que futuramente está a pensar em “adquirir o passaporte português”.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub