Mundo

EUA: Iniciativa agrícola vai empregar ex-reclusos

Em Detroit, no Michigan (EUA), Gary Wozniak criou uma iniciativa agrícola para combater o elevado desemprego da região. Chama-se Recovery Pack e contrata essencialmente ex-reclusos e toxicodependentes.
Versão para impressão
Em Detroit, no Michigan (EUA), Gary Wozniak criou uma iniciativa agrícola para combater o elevado desemprego da região. Chama-se Recovery Pack e contrata essencialmente ex-reclusos e toxicodependentes. 
 
Tudo começou em 2008, quando Gary pediu financiamento a vários grupos filantrópicos locais para ver nascer uma das maiores quintas daquele estado: o Recovery Park. 
 
O ex-consultor financeiro decidiu deitar mãos à obra e criar um espaço onde, atualmente, se reúnem três grandes projetos agrícolas: uma quinta urbana (que se estendem ao longo de mais de 1.000 hectares), um centro de processamento de alimentos e uma piscicultura interior.
 
Mas a ação do Recovery Park vai mais além do que uma mera iniciativa agrícola. Segundo o Huffington Post, Gary, ex-toxicodepente, passou três anos e meio da sua vida na prisão por tráfico de droga e enfrentou as dificuldades que um ex-recluso tem de voltar a integrar o mercado de trabalho. 
 
Com o Recovery Park (Parque da Recuperação, em português), o norte-americano quer ajudar aqueles que, como ele, enfrentam grandes barreiras na procura de emprego e, como tal, contrata essencialmente ex-reclusos e toxicodependentes.

18 mil empregos em 20 anos
 
Embora o projeto esteja ainda numa fase de arranque, Gary acredita que, dentro de 20 anos, será capaz de empregar 18 mil funcionários, reduzindo significativamente a taxa de desemprego da região que se encontra, atualmente, nos 23%. 
 
As perspetivas apontam para que, até ao fim do ano, seja lançada a primeira quinta do Recovery Park, com 12 hectares de área. Nos próximos anos, além da criação de várias quintas interiores, um pouco por toda a cidade de Detroit, Gary quer garantir a inclusão social e oferecer emprego a um grande número de pessoas com dificuldades, que farão parte, não só da produção de alimentos, como também acompanharão o seu processamento e marketing.
 
Com o Recovery Park, Gary pretende abastecer as mercearias e restaurantes da região com alimentos frescos. O objetivo é que todos os produtos sejam entregues num prazo de 48h a todos os clientes num raio de 97km, começando pelo fornecimento de verduras e ervas, passando, mais tarde, às frutas e legumes.
 
A organização sem fins lucrativos pretende ainda funcionar como uma incubadora de empresas, as quais terão de pagar uma taxa de licenciamento e de concordar em fazer parte da comunidade empresarial RecoveryPark. 

Clique AQUI para saber mais sobre o Recovery Park.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub