Sociedade

Estudantes do IP Leiria dão cartas no estrangeiro

Quatro estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (ESTG/IPLeiria) estão a dar cartas no estrangeiro.
Versão para impressão
Quatro estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (ESTG/IPLeiria) estão a dar cartas no estrangeiro. Dois dos jovens portugueses acabam de ser integrados em reconhecidas entidades estrangeiras e os outros dois receberam bolsas de estudo internacionais.
 
De acordo com um comunicado enviado ao Boas Notícias pelo IPLeiria, Marco Roda, estudante de Mestrado em Engenharia Eletrónica, vai integrar o CERN – European Organization for Nuclear Research, em Genebra, na Suíça, para a realização de um estágio curricular de um ano que será contabilizado para a obtenção do grau de mestre.
 
Também a estudante Andreia Gama, aluna do mesmo curso, vai efetuar um estágio na empresa Inficon, no Liechtenstein. Já os alunos João Reis e Rodolfo Gomes, revela o comunicado, acabam de receber bolsas de estudo para realizarem programas de doutoramento na Universidade de South Wales, no Reino Unido, em consequência da candidatura apresentada a um importante concurso internacional em Junho.
 
Os dois jovens vão iniciar os programas de investigação avançada em breve, sendo que os programas de doutoramento terão a duração de três anos, período durante o qual ambos vão ficar alojados no campus de Trefforest, situado a cerca de 20km a Norte de Cardiff, capital do País de Gales.

Sucesso é motivo de orgulho para o IPLeiria
 
Segundo Luís Neves, coordenador do mestrado em Engenharia Eletrotécnica do IPLeiria, o sucesso destes portugueses no estrangeiro é motivo de orgulho. “São ótimas notícias para os nossos estudantes, que veem assim o seu trabalho, esforço e talento reconhecidos”, afirma o responsável, que acredita que as experiências vão ser, “sem dúvida, uma mais-valia” na vida “profissional e pessoal” de Marco Roda e Andreia Gama.
 
“Estas conquistas atestam mais uma vez a qualidade da oferta formativa do mestrado e também dos estudantes, que cada vez mais procuram o IPLeiria para estudar. Estes primeiros dois estudantes do IPLeiria que integram o CERN e a Inficon permitem-nos criar bases para uma cooperação mais regular com ambas as entidades”, acrescenta ainda.
 
Relativamente aos programas de doutoramento, o docente esclarece que “vêm na sequência da cooperação crescente entre a Universidade de South Wales e o IPLeiria, que já resultou em vários doutoramentos concluídos, e outros com conclusão prevista para breve. Nestes doutoramentos os nossos estudantes são orientados por professores da Universidade de South Wales e do IPLeiria, facto que atesta bem a reconhecida credibilidade e reputação do corpo docente deste Instituto”.
 
O CERN – Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear é um dos maiores e mais respeitados centros de investigação científica do mundo; já a Inficon opera na disponibilização de instrumentos topo de gama para análise, medição e controlo de gases, operando nos cinco continentes. A

University of South Wales resultou da junção da University of Glamorgan e da University of Wales, Newport, e é hoje uma das maiores universidades do Reino Unido.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub