Sociedade

Estudante de Coimbra vence prémio europeu

João Andrade, um estudante de doutoramento da Universidade de Coimbra (UC) foi o vencedor de um concurso europeu de "chips reconfiguráveis", com um estudo que simplifica a criação de chips complexos.
Versão para impressão
João Andrade, um estudante de doutoramento da Universidade de Coimbra (UC) foi o vencedor de um concurso europeu de “chips reconfiguráveis”, com um estudo que simplifica a criação de chips complexos. O concurso foi promovido por uma multinacional fabricante de chips.
 
Com base numa ferramenta informática de desenvolvimento de chips FPGA (Field-Programmable Gate Arrays), disponibilizado pela Altera, empresa promotora do concurso, João Andrade desenvolveu um projeto de criação de chips complexos, num curto espaço de tempo.
 
Este trabalho, orientado pelos professores Vítor Silva e Gabriel Falcão, da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), valeu ao estudante um prémio europeu de “uso comercialmente mais relevante”, atribuído a nível europeu.
 
De acordo com o comunicado enviado ao Boas Notícias, os professores da FCTUC explicaram que esta tecnologia, desenvolvida por João Andrade, “permite desenvolver hardware utilizando uma abordagem próxima do desenvolvimento típico de software”.
 
Assim, esta traz “grandes vantagens, nomeadamente ao nível do aumento da flexibilidade de desenvolvimento, da adaptabilidade do sistema a novas funcionalidades e de teste e correção de erros, o que não era possível até aqui”, acrescentaram.
 
O prémio, que vai ser entregue em Setembro, contemplou ainda, em duas outras categorias, alunos da Universidade de Creta (Grécia) e da Universidade Politécnica de Valência (Espanha).

Notícia sugerida por David Ferreira

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub