Sociedade

Estradas: Número de mortes mais baixo em 50 anos

Desde 1960 que o número de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários não era tão baixo em Portugal.
Versão para impressão
Desde 1960 que o número de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários não era tão baixo em Portugal. O ano passado, os números caíram abaixo da fasquia das 700 mortes na estrada, o que não acontecia há mais de cinco décadas.
 
Os dados, ainda provisórios, foram divulgados esta terça-feira pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). De acordo com a entidade, em 2011, o número de mortos em consequência de acidentes de viação diminuiu 7% face a 2010. 

O balanço demonstra resultados semelhantes aos obtidos em meados dos anos 60, indicador positivo visto que, à época, o parque automóvel era bastante inferior ao atual: existiam apenas 212 mil veículos em circulação, muito menos do que os seis milhões que hoje percorrem as estradas nacionais.

 
Além disso, nos últimos dez anos, o número de mortos e de feridos graves registado diariamente diminuiu para metade. Em 2002 registaram-se, em média, 4 mortos e 13 feridos graves por dia, ao passo que em 2011 os números desceram para 2 e 7, respetivamente.
 
No ano que terminou recentemente, aponta a ANSR, assinalaram-se 690 vítimas mortais, 2.416 feridos graves e 39.215 feridos ligeiros. 

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório