Ciência

Espermatozóides criados em laboratório com sucesso

Um grupo de cientistas japoneses conseguiu, pela primeira vez, criar em laboratório espermatozóides perfeitamente capazes de fecundar um óvulo. Esta descoberta abre a possibilidade de um estudo mais minucioso acerca do processo de produção de esperma
Versão para impressão
Um grupo de cientistas japoneses conseguiu, pela primeira vez, criar em laboratório espermatozóides perfeitamente capazes de fecundar um óvulo. Esta descoberta abre a possibilidade de um estudo mais minucioso acerca do processo de produção de esperma e os fatores que levam à infertilidade.

“Colhendo um fragmento de tecido dos testículos de ratinhos recém-nascidos e cultivando-o num gel de agarose, durante dois meses, conseguimos obter esperma capaz de fecundar normalmente um óvulo”, explicou ao jornal El Mundo Takehiko Ogawa, responsável pela equipa de investigação da Universidade de Yokohama.

O esperma produzido em laboratório deu origem a 12 saudáveis ratinhos que mais tarde também foram capazes de se reproduzir com sucesso. 

Além disso, os cientistas notaram também que o esperma poderia ser congelado sem que isso comprometesse o processo de reprodução. Esta é, segundo o artigo publicado na revista Nature, a mais bem sucedida experiência laboratorial de produção de esperma de uma espécie mamífera a partir de tecido testicular.

Ainda será prematuro aplicar o método em humanos, mas, a ser possível, muitos doentes com cancro vão poder garantir a sua descendência, contornando os malefícios da rádio e quimioterapia para a fertilidade.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub