Saúde

Especialistas conseguem travar alergia ao amendoim

Uma equipa de médicos britânicos descobriu uma técnica capaz de travar a alergia aos amendoins nas crianças. Depois de seis meses a serem administrados, diariamente, com uma proteína específica do amendoim, dezenas de pacientes alérgicos começaram a
Versão para impressão
Uma equipa de médicos britânicos descobriu uma técnica capaz de travar a alergia aos amendoins nas crianças. Depois de seis meses a serem administrados, diariamente, com uma proteína específica do amendoim, dezenas de pacientes alérgicos começaram a dar sinais de tolerância ao consumo de pequenas doses deste alimento.
 
Levada a cabo no Hospital de Addenbrooke, em Cambridge, no Reino Unido, o estudo contou com uma amostra de 99 crianças (com idades entre os sete e os dezasseis anos) com este tipo de patologia, das quais 84% conseguiram treinar, com êxito, a sensibilidade do organismo para com este fruto seco. 
 
Diariamente, durante seis meses, os especialistas administraram cada um dos pacientes com doses mínimas de proteína de amendoim, aumentadas a cada quinze dias, de forma progressiva. A técnica permitiu que o seu sistema imunitário criasse resistência para com a mesma. 
 
E se, no início, a dose administrada correspondia a 1/70 de amendoim, no fim, 84% dos participantes no ensaio conseguia comer 800mg de amendoins por dia, sem qualquer tipo de reação alérgica consequente.
 
Os resultados da investigação, publicados esta quinta-feira na revista especializada 'The Lancet', dão ainda conta de uma melhoria significativa na qualidade de vida das crianças tratadas que, agora, já não precisam de um controlo tão rigoroso relativamente à composição dos alimentos que ingerem. 
 
O relatório indica que este tipo de desordem alimentar afeta entre 0,5 a 1,4% das crianças dos países desenvolvidos e alerta para a necessidade de supervisão médica, por forma a evitar testes amadores em casa. Além disso, embora o tratamento seja visto pelos especialistas como tendo um grande “potencial”, o mesmo precisa ainda de ser testado a populações mais amplas.

Saiba mais AQUI.

Notícia sugerida por António Resende e Maria Pandina

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub