Cultura

Escultor português expõe numa galeria do Japão

O escultor José Simão tem dois dos seus trabalhos em destaque numa galeria de Quioto, no Japão. O português vai ter em exposição, até 14 de Julho, duas medalhas estampadas, no âmbito de uma mostra sobre a medalhística naquele país.
Versão para impressão
O escultor José Simão tem o seu trabalho em destaque numa galeria de Quioto, no Japão. O português vai ter, até 14 de Julho, duas medalhas estampadas em exposição, no âmbito de uma mostra introdutória à medalhística naquele país.
 
Em conjunto com a Galeria Medialia, de Nova Iorque (EUA), a Galeria H20, no Japão, tem em exposição alguns dos trabalhos mais emblemáticos da arte da medalha. 

José Simão é docente da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e foi um dos eleitos para participar na iniciativa “Whisper in a Microcosmos”, que arrancou no dia 18 de Junho na galeria nipónica.

O artista selecionou duas medalhas estampadas para a mostra – “Dia e Noite” e “Natália Correia – II Estação”.  De acordo com o jornal Expresso, a primeira foi a estreia de José Simão no processo de cunhagem, em 1994, e reflete as maneiras de ser e estar durante o período diurno e noturno.

Já a medalha “Natália Correia – II Estação” representa a poetisa açoriana e a ilha de São Miguel rodeada pelo oceano. Foi premiada em Haia, nos Países Baixos, em 1998, durante o 26º Congresso da FIDEM, arrecadando o galardão de Melhor Medalha Cunhada. 

Clique AQUI para aceder ao site oficial do escultor José Simão, onde poderá conhecer mais a fundo os seus trabalhos.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub