Sociedade

Escolas: Guimarães abre 40 vagas para assistentes

A autarquia de Guimarães está à procura de 40 assistentes operacionais para exercer funções nos estabelecimentos de educação e ensino do concelho. As candidaturas abriram na sexta-feira (24) e devem ser efetuadas 'online', no prazo de 10 dias úteis.
Versão para impressão
A autarquia de Guimarães está à procura de 40 assistentes operacionais para exercer funções nos estabelecimentos de educação e ensino do concelho. As candidaturas abriram na sexta-feira (24) e devem ser efetuadas 'online', no prazo de 10 dias úteis, através de um formulário disponível na página do município.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a Câmara Municipal de Guimarães explica que o concurso se destina “a suprir necessidades das escolas nas suas múltiplas competências” e que entre as funções a desempenhar pelos assistentes operacionais vai estar a participação em ações que visem o desenvolvimento pessoal e cívico das crianças e favoreçam um crescimento saudável.
 
Os assistentes vão ter a seu cargo a realização de tarefas de apoio à atividade docente de âmbito curricular e de enriquecimento do currículo, bem como tarefas de enquadramento e acompanhamento de crianças, esclarece o município.
 
Entre estas tarefas estão “a animação sócio-educativa e de apoio à família, o apoio específico a crianças portadoras de deficiência, as tarefas de apoio elementares, indispensáveis ao funcionamento dos órgãos e dos serviços” e ainda a “limpeza, arrumação, conservação e boa utilização das instalações”.
 
Segundo a autarquia, e em conformidade com o artigo 36.º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, os candidatos que estejam a executar a atividade vão ser selecionados mediante avaliação curricular e entrevista de avaliação de competências.
 
Quanto aos restantes, serão submetidos a prova de conhecimentos e avaliação psicológica, sendo que todos os candidatos aprovados nestes métodos terão ainda de passar por uma entrevista profissional de seleção.

Autarquia vai assumir atividades de animação e apoio à família
 

Recorde-se que a Câmara Municipal de Guimarães assumiu, a 1 de Janeiro de 2009,  a gestão do pessoal não docente das escolas básicas e de educação pré-escolar locais. Desde o ano de 2011, o número de trabalhadores afetos àqueles estabelecimentos de educação e de ensino, especialmente ao nível da carreira de assistente operacional, tem vindo a reduzir-se progressivamente, muito por conta das aposentações.
 
“Verificando-se um aumento do número de alunos em cada sala e do número de alunos com necessidades educativas especiais, os assistentes operacionais têm exercido, igualmente, a função de coeducadores”, destaca a autarquia no mesmo comunicado. 
 
De acordo com o executivo local, “a alteração de equipamentos, a redução do número de professores nas escolas e o aumento da diversificação da oferta educativa têm contribuído para o desenvolvimento de novas exigências, que tornam, no seu conjunto, mais complexa a gestão dos espaços escolares”, o que justifica a necessidade de incrementar o número de assistentes.
 
A partir de Janeiro de 2016, a autarquia de Guimarães vai ainda assumir, por inteiro, as Atividades de Animação e Apoio à Família, que pressupõem o acompanhamento dos alunos no período do almoço e o desenvolvimento de atividades em prolongamento de horário para as crianças que frequentam o ensino pré-escolar da rede pública através de um “projeto integrado e inovador de apoio à família”.
 
Este projeto, adiantam os governantes, vai também estimular “o desenvolvimento das crianças entre os 3 e os 6 anos, numa lógica integrada, inclusiva e equitativa para todo o concelho, articulado com os objetivos estratégicos do Município e com os projetos educativos dos agrupamentos de escolas”

Clique AQUI para aceder ao formulário de candidatura e para saber mais sobre as vagas disponíveis. 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório