Sociedade

Escola de Hotelaria oferece refeições a bombeiros

Para apoiar os esforços que os bombeiros têm feito para travar os inúmeros incêndios do país, a Escola de Hotelaria de Fátima ofereceu, esta terça-feira, 3.000 refeições aos soldados da paz que estavam a combater as chamas em Ourém, uma das situaçõe
Versão para impressão
Para apoiar os esforços que os bombeiros têm feito para travar os inúmeros incêndios do país, a Escola de Hotelaria de Fátima ofereceu, esta terça-feira, 3.000 refeições aos soldados da paz  que estavam a combater as chamas em Ourém, uma das situações mais difíceis das últimas semanas.

Com uma média de 1.500 refeições diárias, os almoços e jantares foram servidos em salões paroquiais do Olival, Ribeira do Fárrio, Espite e Casal dos Bernardos.

Os pratos servidos tiveram de ser “adaptados à urgência, envolvendo 20 pessoas da escola de Hotelaria de Fátima e contando com a rapidez de fornecedores, mas entre a carne e o esparguete foi possível servir até bacalhau à Braz”, frisou Francisco Vieira, diretor da escola, à agência Lusa.

Para além da Escola de Hotelaria de Fátima estiveram envolvidas outras empresas que deram conta da parte logística, tais como o Fundo Social de Trabalhadores da autarquia e a empresa municipal OurémViva.

Este incêndio, que deflagrou no domingo pelas 12:20 e que lavrou durante 40 horas, entra na contagem da vaga de incêndios que têm atingido Portugal, de Norte a Sul, nas últimas semanas.

A ajuda internacional já foi requisitada pelo governo português tendo sido disponibilizados dois aviões Canadair de Espanha e duas aeronaves, de França, financiadas pela União Europeia.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório