Negócios e Empreendorismo

Empresas alemãs recrutam engenheiros portugueses

A marca Talenter abriu 150 vagas para jovens licenciados em Engenharia Mecânica, Eletrotécnica e Química.
Versão para impressão
A Talenter, marca que agrega um conjunto de empresas portuguesas e que está agora a dar os primeiros passos na internacionalização, abriu recentemente 150 vagas em três áreas de engenharia para empresas alemãs que são suas clientes. As vagas destinam-se a jovens licenciados em Engenharia Mecânica, Eletrotécnica e Química.

As empresas que estão a contratar os 150 engenheiros são “companhias privadas alemãs de referência mundial, dos vários setores da atividade fabril onde se inserem, designadamente a indústria mundial metalomecânica pesada e ligeira, incluindo o ramo automóvel, indústria eletrónica, indústrias do ramo químico, farmacêutica e alimentar”, declara César Santos, diretor geral da Talenter, ao Diário Económico.

A marca pretende “técnicos com formação académica superior, média ou operários especializados nas áreas de atividade indicadas, experiência adquirida em Portugal ou no estrangeiro”.

Para ser admitido é, contudo, necessário passar alguns testes, de forma a averiguar competências como “a forte ambição profissional, a adaptabilidade, os níveis de conhecimentos académicos adquiridos e o domínio da língua inglesa”.

Embora não seja necessário falar alemão, César Santos refere que o conhecimento desta terceira língua “não deixa de ser uma mais valia e um fator de preferência na seleção”.

O responsável sublinha ainda que “os trabalhadores portugueses são tradicionalmente muito valorizados no mercado de trabalho alemão, pelo seu profissionalismo, competência técnica e capacidade de adaptação”.

Os interessados em concorrer a estas 150 vagas na área de Engenharia devem contactar a Talenter através de “qualquer uma das 12 delegações da empresa, de Braga a Faro e do Funchal a Ponta Delgada”.

A Talenter está igualmente a fazer um “recrutamento preventivo” para outros 20 perfis nas áreas da construção civil, indústria, informática e telecomunicações, também para a Alemanha.

[Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório