Negócios e Empreendorismo

Empresa lusa desenvolve sistema para governo africano

Uma empresa de tecnologia portuguesa foi escolhida pelo Governo do Botswana, no sul de África, para desenvolver o sistema de informação que gere a identificação e saúde animal daquele país.
Versão para impressão
Uma empresa de tecnologia portuguesa foi escolhida pelo Governo do Botswana, no sul de África, para desenvolver o sistema de informação que gere a identificação e saúde animal daquele país.
 
Trata-se da Digidelta Software, com sede em Leiria, que, desta forma, conquista mais um mercado internacional, assegurando o fornecimento do Sistema Nacional de Identificação e Rastreabilidade Animal (BAITS – Botswana Animal Identification and Traceability System) ao Governo do Botswana.
 
Depois de analisar diversos sistemas concorrentes, criados por algumas das mais reputadas empresas internacionais que operam no setor da agropecuária, o Ministério da Agricultura do Botswana decidiu optar pela solução apresentada pela Digidelta Software.
 
Trata-se de um sistema idêntico ao PISA (Programa Informático de Saúde Animal), o sistema oficial adotado pelo Estado Português para a gestão da saúde animal em todo o território nacional desde 1990.
 
No Botswana, o projeto já se encontra em fase de implementação, traduzindo-se numa plataforma web que permite às Autoridades Veterinárias fazer a gestão da identificação animal de bovinos no seu território, bem como a gestão do seu estado sanitário. 
 
Além disso, o BAITS visa também assegurar o cumprimento da legislação fundamental para um dos objetivos económicos do Botswana –  a exportação de gado para a Comunidade Europeia. A primeira versão deverá ser apresentada ao público no decorrer dos próximos meses. 
 
Com um quadro de apenas 14 colaboradores, a Digidelta acredita que este contrato possa potenciar novos negócios, bem como alguma visibilidade aos níveis nacional e internacional.  “Estamos todos muito orgulhosos por ter alcançado mais um importante marco no âmbito da sua internacionalização”, refere Carlos Neves, CEO da empresa. 
 
“Depois da conquista do mercado de Marrocos em 2013, a venda de mais um sistema, desta vez para o Botswana, vem dar solidez à imagem de competência internacional, um dos grandes objetivos desta empresa”, acrescenta. 
 
A Digidelta Software desenvolve sistemas de informação a partir de Leiria há mais de 20 anos. Desde 2011, tem vindo a desenvolver projetos para autoridades veterinárias de diversos países nos vários continentes.

Para além de Marrocos, onde, em 2013, venceu um concurso público no valor de 1,6 milhões de euros, já teve oportunidade de apresentar as suas soluções, a convite das autoridades locais, em países como Turquia, México, Estónia, Lituânia, Cabo Verde, Angola, e Moçambique. 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub