Mundo

Empregada de mesa recebe bilhete de lotaria como gorjeta

Em Oregon, nos EUA, uma empregada de mesa recebeu um bilhete vencedor da lotaria, no valor de 13.000 euros, como gorjeta de um dos clientes que atendeu. A jovem de 25 anos nem queria acreditar quando levantou o prémio e se deparou com tamanha quantia
Versão para impressão
Em Oregon, nos EUA, uma empregada de mesa recebeu um bilhete de lotaria premiado no valor de 13.000 euros, como gorjeta de um dos clientes que atendeu. A jovem de 25 anos nem queria acreditar quando levantou o prémio e se deparou com tamanha quantia.
 
Há quatro anos a trabalhar no Conway's Restaurant and Lounge, em Springfield, Aurora Kephart não estranhou quando um dos seus clientes habituais lhe ofereceu dois bilhetes de lotaria.
 
“Já era habitual! Normalmente ele deixa-me sempre ficar com os bilhetes que eu quiser”, contou Kephart à ABC News. Porém, nada fazia prever que estes últimos bilhetes, comprados no dia 3 de Outubro, trouxessem tão grande alegria à jovem.

O primeiro bilhete valeu-lhe um prémio de cinco dólares (cerca de 3,70 euros) e foi só quando pegou no segundo que, completamente em êxtase, se apercebeu que tinha os números vencedores e que acabava de ganhar o grande prémio, dando a novidade a todos os presentes no bar sem saber ainda a quantia exata que a aguardava.


“Assim que me apercebi, virei-me e devolvi-lhe imediatamente o bilhete”, conta. “Só que ele tinha-me pedido para assinar a cautela para que ninguém a pudesse roubar. Por isso disse-me: como a assinaste, és a única pessoa que a pode levantar'.”

No dia seguinte, Kephart foi à casa da sorte mais próxima, em Salem, para receber os prémios que lhe tinham calhado em sorte. A jovem fez, porém, questão de partilhar uma parte do prémio com o cliente que lhe ofereceu as cautelas, que preferiu manter a identidade no anonimato.

“Obriguei-o a aceitar”, revelou a premiada, que também doou parte do dinheiro aos bombeiros locais e a instituições de caridade e ainda não gastou um cêntimo consigo própria.

“Ainda não comprei nada. Nem sapatos, nem uma única t-shirt”, disse. “Tenho algumas contas que vou pagar, mas para a maior parte vai ser para poupar. Não vou estar a estragar dinheiro só porque o recebi”, garantiu.

Segundo a empregada de mesa, a única coisa da sua lista de desejos atual é mesmo um sofá novo. Por isso, continua a trabalhar normalmente e a servir os clientes habituais que já vê como a uma família, embora, por vezes, a cabeça ainda sonhe com a sorte com que foi brindada.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub