Em Destaque Negócios e Empreendorismo

Economia portuguesa acelera

As exportações são uma das maiores razões para crescimento do PIB
Versão para impressão
por redação

Conforme o anunciado hoje pelo INE (Instituto Nacional de Estatística), o Produto Interno Bruto (PIB), em termos homólogos, aumentou 2,8% em volume no primeiro trimestre de 2017 (2,0% no trimestre anterior).

Esta aceleração resultou do maior contributo da procura externa líquida, que passou de negativo para positivo, refletindo a aceleração em volume mais acentuada das Exportações de Bens e Serviços que a das Importações de Bens e Serviços. A procura interna manteve um contributo positivo elevado, embora inferior ao do trimestre precedente, verificando-se uma desaceleração do consumo privado e uma aceleração do Investimento.

Comparativamente com o 4º trimestre de 2016, o PIB aumentou 1,0% em termos reais (variação em cadeia de 0,7% no trimestre anterior). O contributo da procura externa líquida para esta variação em cadeia do PIB passou de negativo para positivo, observando-se um significativo aumento das Exportações de Bens e de Serviços, mais elevado que o das Importações de Bens e Serviços.

O contributo da procura interna diminuiu de forma expressiva devido, principalmente, ao comportamento do Investimento, verificando-se um contributo negativo da Variação de Existências. O contributo da FBCF foi positivo no primeiro trimestre de 2017, mas inferior ao observado no trimestre anterior.

 

fonte: INE

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub