Ambiente

Eco-fraldas reduzem uma tonelada de resíduos

A associação ambiental Quercus testou-as e concluiu que as "eco-fraldas" permitem reduzir cerca de uma tonelada de resíduos por cada bebé que as use. O mercado nacional já disponibiliza vários modelos e a Quercus está a lutar para que a compra das fr
Versão para impressão
A associação ambiental Quercus testou-as e concluiu que as “eco-fraldas” permitem reduzir cerca de uma tonelada de resíduos por cada bebé que as use. O mercado nacional já disponibiliza vários modelos e a Quercus está a lutar para que a compra das fraldas possibilite a dedução fiscal.

Feitas de pano, as “eco-fraldas” podem suportar até 800 lavagens e não só evitam a produção de oito quilos de resíduos semanais, como também permitem uma poupança na ordem dos 850 euros por bebé.

Por outro lado, as fraldas descartáveis não têm, neste momento, um processo de reciclagem próprio em Portugal. Isso significa que 40 toneladas de lixo, só em fraldas, vão para os aterros ou são queimados anualmente.

Carmen Lima, da Quercus, corrobora os ganhos financeiros: “Concluímos que mesmo a marca mais cara das reutilizáveis fica mais barata do que a marca mais barata das descartáveis”, explica ao jornal Público, acrescentando que as fraldas amigas do ambiente não implicam “um acréscimo de consumo de energia associado à lavagem, uma vez que desta forma a máquina ficará com carga completa”.

Carmen Lima experimentou as “eco-fraldas” com a sua segunda filha e elogia ainda os seus benefícios na prevenção do aparecimento de alergias e dermatites na zona de contacto com a pele, porque as fraldas reutilizáveis são fabricas a partir de materiais orgânicos.

Saiba mais em www.ecofralda.com.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório