Inovação e Tecnologia

EasyJet vai testar detetor de cinzas vulcânicas

A companhia aérea britânica de custo reduzido, a EasyJet, vai investir num aparelho inovador para detetar nuvens de cinzas vulcânicas. O sistema revolucionário irá permitir aos aviões detetar e atravessar com segurança nuvens de cinzas potencialmente
Versão para impressão
A companhia aérea britânica de custo reduzido, a EasyJet, vai investir num aparelho inovador para detetar nuvens de cinzas vulcânicas. O sistema revolucionário irá permitir aos aviões detetar e atravessar com segurança nuvens de cinzas potencialmente perigosas.

“O detetor de cinza vulcânica irá permitir ao nosso avião identificar e evitar a nuvem de cinza, tal como os radares e mapas meteorológicos permitem identificar tempestades elétricas”, explica à AFP o diretor executivo da EasyJet, Andy Harrison.

O AVOID (Airborne Volcanic Object Identifier and Detector) como foi batizado, irá permitir aos pilotos verem uma nuvem de cinza vulcânica até 100km à frente do avião e a altitudes entre 5000 pés e 50.000 pés. Os pilotos poderão assim fazer ajustes ao plano de voo e evitar qualquer nuvem de cinzas.

O inventor do sistema, Fred Prata, do Norwegian Institute for Air Research (NILU) salienta a importância deste sistema na minimização dos prejuízos em caso de a nuvem de cinzas provocada pelo vulcão islandês voltar.

A companhia “low cost” diz que ainda não se debruçou sobre o modelo de comercialização do novo sistema, mas garante que quer partilhar a tecnologia com os outros operadores aéreos.

“Aquilo que nós não queremos é obter uma vantagem comercial sobre as outras companhias aéreas, ao estar numa posição em que nós possamos voar e elas não”, explicou Andy Harrison.

“Este é um grande passo em frente e a melhor coisa será colocar esta tecnologia em centenas de aviões, operados por muitas companhias”, disse.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório