Desporto

Dulce Félix entre as primeiras na Maratona de Boston

A atleta portuguesa alcançou o nono lugar na Maratona de Boston, em Nova Iorque, esta segunda-feira. Sempre entre as primeiras classificadas, Dulce Félix cumpriu 2:30:05 horas de prova e foi a primeira europeia a cruzar a linha de chegada.
Versão para impressão
Perante a tragédia que, esta segunda-feira, atingiu a Maratona de Boston, as conquistas dos atletas perdem significado. Mesmo assim, há que destacar o resultado da atleta Dulce Félix que alcançou o nono lugar na corrida. Sempre entre as primeiras classificadas, Dulce Félix cumpriu 2:30:05 horas de prova e foi a primeira europeia a cruzar a linha de chegada.
 
A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) dá destaque ao resultado da maratonista que “sonhou onde Rosa [Mota] foi feliz”. Dulce Félix “apenas deslocou-se do grupo de comando por volta dos 15 quilómetros de prova, mas recuperou rapidamente e logo após os 25 quilómetros tomou a liderança da prova”, explica a FPA na sua página oficial.
 
Dulce Félix tinha o desejo de bater a sua marca pessoal de 2011 de 2:25:40 horas, mas acabou por ficar a pouco menos de 5 minutos de o cumprir. As dores musculares aos 38 quilómetros do percurso da maratona impediram a atleta de melhorar o seu tempo, mas Dulce Félix salienta que manteve a luta “até ao fim, porque queria mesmo acabar a prova”.
 
A federação salienta o esforço da atleta portuguesa que “esteve sempre entre as primeiras classificadas” na luta pelos primeiros lugares numa das mais famosas corridas de maratona do mundo. A queniana Rita Jeptoo, que já havia vencido em 2006, foi a mais rápida, tendo completado a prova de 42.195 quilómetros em 2:26:25 horas.
 
A mais antiga maratona anual do mundo já assistiu por três vezes a vitórias portugueses, todas elas conquistadas pela atleta Rosa Mota, nos anos de 1987, com 2:25:21 horas, de 1988, 2:24:30 horas, e de 1990, com 2:25:24 horas.

Autoridades dos EUA suspeitam de terrorismo

Este ano, a maratona ficou marcada pela tragédia, devido a explosões que causaram a confusão naquele que é um dos maiores eventos desportivos dos Estados Unidos.

As duas fortes explosões deixaram pelo menos três mortos e mais de cem feridos. O FBI pretende realizar “um potencial inquérito sobre terrorismo”.

 
 

Notícia sugerida por Carla Neves

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub