Desporto

Downhill: Português no campeonato do mundo

NULL
Versão para impressão

Decorre no próximo mês de Novembro mais uma edição da Malarrara Pro Teutônia, uma corrida de downhill skate, no Brasil. Entre os participantes vai estar, pela primeira vez na história da competição, um português, Nuno Pereira, que se destaca por ser o autor dos seus próprios skates.

Nuno Pereira é designer e alia a sua arte a um dos seus grandes prazeres: o downhill skate. Os praticantes lançam-se em corridas de grande velocidade, tendo como única base um skate. No entanto, estes objetos são um pouco diferentes dos habituais skates que se vêem nas ruas, conta Nuno Pereira no comunicado enviado ao Boas Notícias.

Estes são “skates de maiores dimensões, que possuem rodas de maior diâmetro”, possibilitando muita velocidade e aerodinâmica. Ao longo das corridas as quedas são recorrentes, devido, não só às velocidades que podem atingir os 100 km/h, como também por causa das ultrapassagens e do terreno.

Os objetivos de Nuno Pereira – que este ano já venceu quatro provas de Downhill em Portugal – passam por “bater o recorde atual de 116km/h, mostrar que o produto português tem qualidade e levar o talento português lá fora”.

O skate produzido por Nuno Pereira chama-se Downhill Machine. É “um skate pen­sado para ser totalmente ajustável, como um carro ou uma mota de corrida mas no universo do Downhill Skate”, informa em comunicado.

Uma das vantagens que Nuno encontra no seu trabalho é precisamente a possibilidade de adaptar os skates às suas exigências, enquanto os outros atletas têm de procurar o skate perfeito.

“Eu simplesmente quando não gosto de alguma coisa só preciso de mudar o setup. Ser o designer e o rider ao mesmo tempo dá-me uma sensibilidade diferente para o comportamento do skate, sei muito mais facilmente o que fazer para resolver um problema, percebo mais facil­mente o que o skate está a fazer e porque está a fazer”, diz o skater português.

A corrida Malarrara Pro Teutônia faz parte do campeonato mundial de downhill de velocidade válido pela IGSA (International Gravity Sports Association) e é a prova mais rápida do campeonato. Este ano vai ocorrer em Rio Grande do Sul, no Brasil e o recorde de velocidade situa-se atualmente nos 116 km/h. Durante dois anos a prova foi cancelada porque as condições meteorológicas não ofereciam a segurança necessária aos desportistas.

A participação de Nuno Pereira no campeonato conta com os seguintes apoios: Dapowa (www.dapowa.com), Comida&volta, Maxtermo, Vidigal Wines, Autofrr Comércio de automóveis, RVAuto-Oficina de automóveis, Maria de Almeida- horticultura biológica, Turicambio, ELA- unidades móveis e Longboarshop.eu.

Para aceder ao site do Malarrara Pro Teutônia, clique aqui.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório