Sociedade

Dois portugueses perto de se tornarem astronautas

Dois portugueses foram apurados para a final internacional da competição mundial AXE Apollo Space Academy que se realiza já em Dezembro, nos EUA. Além do vencedor do concurso que decorreu em Portugal há, entre os finalistas, mais um português que foi
Versão para impressão
Dois portugueses foram apurados para a final internacional da competição mundial AXE Apollo Space Academy que se realiza já em Dezembro, nos EUA. Além do vencedor do concurso que decorreu em Portugal há, entre os finalistas, mais um português que foi um dos vencedores no Reino Unido.
 
Partilham o mesmo apelido e o mesmo sonho: viajar até ao espaço. Renato Rodrigues e Jocelino Rodrigues são os portugueses que vão representar o nosso país na final internacional da competição mundial AXE Apollo Space Academy.

Os dois portugueses foram escolhidos entre milhares de concorrentes de todo o mundo para ficar no grupo de 113 finalistas que disputam um dos 22 bilhetes que dão direito a viajar até ao espaço.
 

Image and video hosting by TinyPic


Renato Rodrigues (na foto acima) venceu a competição que decorreu no nosso país e Jocelino Rodrigues arriscou participar no concurso em Inglaterra, onde se encontra a estudar, acabando por ser um dos quatro vencedores que o Reino Unido e a Irlanda qualificaram para a finalíssima.

“Experiência muito enriquecedora”
 
No  Reino Unido e na Irlanda houve 87 mil inscrições. Por entre estes participantes, destacou-se Jocelino Rodrigues, de 19 anos, natural do Porto. O estudante de Engenharia Aerospacial na Universidade de Bristol, que também gosta de compor e tocar música, tornou-se um dos quatro apurados por estes dois países.

Em declarações ao Boas Notícias, o jovem confessa que foi um desafio “competir no Reino Unido e conseguir arranjar os votos suficientes para ficar nos 250 qualificados que iriam à segunda fase”. “Usei as plataformas sociais e obtive a ajuda de amigos e familiares para partilharem de forma a obter um efeito tipo dominó. Sem o apoio dos que votaram em mim, não teria chegado à segunda fase”, admite. 

Apesar do exigente curso que frequenta em Inglaterra, Jocelino também tem um projeto musical homónimo onde compõem e interpreta as suas músicas que depois partilha online. “Mas, para mim, tanto a música como a engenharia são importantes, assim como o desporto. Os três fazem parte de um equilíbrio pessoal que tenho vindo a criar e gerir ao longo dos últimos anos”, explica ao Boas Notícias.

O estudante português acredita que “todos os finalistas têm hipótese de vencer” mas sublinha que, embora ir ao espaço seja um dos seus sonhos, a vitória não é o mais importante uma vez que “toda esta experiência tem sido muito enriquecedora”.

14 mil portugueses inscritos
 

Já Renato Rodrigues, de 41 anos, casado e com dois filhos, é piloto comercial, natural de Silves e residente em Torres Vedras. Para chegar à final, este antigo militar da Força Aérea teve de competir com os mais de 14 mil inscritos no nosso país, um número que fez com que Portugal fosse o quarto país europeu com maior número de participações.

Depois de ultrapassadas as competições locais em cada país, que globalmente contaram com mais de dois milhões de inscritos, segue-se agora o desafio internacional.

Final nos EUA com 113 concorrentes de 62 países
 

No John F. Kennedy Space Center, 113 finalistas de 62 países, terão oportunidade de passar por verdadeiras provas de simulação espacial. Entre elas, encontra-se a prova de descolagem, num voo a jato que consegue voar ao dobro da velocidade do som, a prova de ZERO G, um voo parabólico que recria a ausência de peso no espaço e ainda a prova de Reentrada, através de uma máquina centrifugadora. 

 
Nesta fase, os finalistas serão avaliados por um conjunto de especialistas, sendo um deles, Buzz Aldrin, o legendário astronauta e piloto da histórica nave espacial APOLLO 11, que aterrou na Lua em 1969.
 
Os resultados das provas vão selecionar o grupo de 22 pessoas que irá assim voar 103 km em direção ao espaço com a agência espacial Space Expedition Corporation. A viagem deverá durar cerca de uma hora, o que lhes vai conferir o estatudo de astronauta.

Resta saber se entre estes 22 estarão Renato Rodrigues e Jocelino Rodrigues, quem sabe, os primeiros astronautas portugueses.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub