Gastronomia

Dois moscatéis lusos entre os melhores do mundo

Portugal conquistou sete medalhas na 13ª edição do concurso internacional Muscats du Monde, que decorreu no início do mês em Frontignan-la-Peyrade (França). No mesmo concurso, Portugal colocou dois vinhos no Top 10 mundial.
Versão para impressão
Portugal conquistou sete medalhas na 13ª edição do concurso internacional Muscats du Monde, que decorreu no início do mês em Frontignan-la-Peyrade (França). No mesmo concurso, Portugal colocou dois vinhos no Top 10 mundial.

No concurso, considerado um dos melhores eventos internacionais de vinhos moscatel, Portugal conquistou cinco medalhas de ouro e duas medalhas de prata. No total, o júri internacional provou 224 moscatéis de 24 países, de onde resultaram 75 medalhas: 26 de ouro e 49 de prata.

Portugal destaca-se no pódio dos países premiados sendo, a par da Espanha, o segundo país mais bem colocado com sete medalhas, logo atrás da França.

As medalhas de ouro foram atribuídas à Adega Cooperativa de Favaios com o Moscatel do Douro Doc (2007), à SIVIPA (sociedade de Palmela) com o Setúbal Doc Roxo (2009), à Venâncio da  Costa Lima com o Moscatel de Setúbal Do, à Adega Cooperativa de Favaios com o Moscatel do Douro Doc (1989) e à Casa Ermelinda Freitas pelo Moscatel de Setúbal Do Superior (2003).

Já as medalhas de pratas foram atribuídas à casa José Maria da Fonseca com o seu Moscatel Roxo Do (2004) e à Bacalhôa-Vinhos de Portugal com um Moscatel Roxo (2001).

Os vinhos generosos portugueses mereceram também, neste concurso, dois lugares do Top 10 dos melhores moscatéis do mundo com o Moscatel do Douro Doc (2007) da Adega Cooperativa de Favaios e o Moscatel Roxo (2009) da SIVIPA. Neste Top apenas a França surge mais bem representada com quatro vinhos na lista.

Clique AQUI para consultar a lista dos premiados.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub