Ambiente

Dois mil voluntários Limpam Lisboa

NULL
Versão para impressão
Indiferente à chuva, a iniciativa Limpar Portugal conseguiu cumprir os objetivos. Mais de 100 mil voluntários, segundo as estimativas da organização, conseguiram juntar esforços para deixar o país mais limpo. O Boas Notícias esteve em Monsanto, Lisboa, onde foram recolhidas 15 carrinhas da câmara cheias de lixo como pneus, electrodomésticos, entulho, lixo "comum" e até uma lambreta.

A chuva intensa que caiu na cidade de Lisboa, este sábado de manhã, não desmotivou os voluntários da iniciativa Limpar Portugal. José Veloso, da organização, afirma que "a adesão foi a prevista" e que Lisboa contou com "cerca de 2000 pessoas" das quais "350 estiveram em Monsanto".

"Foi muito bonito porque apareceram cerca de 12 grupos de escuteiros, pelo que grande parte do trabalho foi feita por escuteiros", acrescentou José Pompo, também da organização Limpar Portugal.

Do parque florestal de Monsanto, que mesmo assim, segundo José Veloso e José Pompo Duarte, não era a zona mais suja da capital, "saíram 15 carrinhas (3500 quilos) cheias, centenas de pneus e 300 sacos de lixo".

Mais de 120 pneus recolhidos

Pedro Gomes, membro do Clube de Actividades de Ar Livre, salientou que o principal foco de lixo em Monsanto era uma área "de onde foi preciso tirar mais de 120 pneus". Como era "uma ladeira muito íngreme foi necessário criar uma corrente humana, com os escuteiros", explica. Os pneus recolhidos foram depois transportados por carrinhas da câmara municipal.

Sobre aquela zona, José Veloso lamentou o facto de Monsanto ser "um parque florestal que está a funcionar como uma zona urbana com demasiadas estradas e veículos" pelo que "não há polícia florestal que consiga controlar" os crimes ambientais cometidos.

Por outro lado, diz José Pombo, por ser uma área com zonas isoladas "as pessoas vêm cá deitar lixo como pneus, sacos, móveis, electrodomésticos", e até veículos já que o grupo Limpar Portugal chegou mesmo a encontrar, em Monsanto, "uma lambreta" abandonada.

Apesar do cenário desolador de lixo encontrado, José Pombo salienta que "é de valorizar a mobilização de voluntários, mais de 100 mil voluntários em Portugal", que estiveram "disponíveis para enfrentar este problema de negligência global".

E deixa um alerta a quem não pensa duas vezes antes de deixar lixo para o chão: "Olhem para o que se passou hoje, para os milhares de pessoas que se disponibilizaram a levantar este lixo sem se perguntar quem o pôs cá". O responsável recorda ainda que, para lixo mais pesado como os electrodomésticos, há serviços de recolha das câmara "por isso basta pegar no telefone".

70 toneladas em todo o país

A organização calcula que apesar da chuva a participação tenha ultrapassado os cem mil voluntários que estavam previstos para recolher, em todo o país, 70 toneladas de lixo abandonadas em pinhais, pátios ou praias. O balanço oficial da iniciativa só deverá ser conhecido a meio da próxima semana.

Portugal é um dos países mais atrasados da Europa na reciclagem do lixo municipal, de acordo com dados do Eurostat, referentes a 2008, que adiantam que dos 477 quilos produzidos, em média, por habitante, apenas 9% são reciclados e 8% encaminhados para compostagem, quando a média europeia é de 40%.

P. M.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório