Fitness & Bem-estar

Dois jardins portugueses distinguidos internacionalmente

O Jardim das Camélias do Parque da Pena, em Sintra, e o Parque Terra Nostra, nos Açores, acabam de ser distinguidos com o prémio de excelência da International Camellia Society. O reconhecimento aconteceu no âmbito do congresso bianual desta associaç
Versão para impressão
O Jardim das Camélias do Parque da Pena, em Sintra, e o Parque Terra Nostra, nos Açores, acabam de ser distinguidos com o prémio de excelência da International Camellia Society. O reconhecimento aconteceu no âmbito do congresso bianual desta associação, que decorreu a semana passada em Pontevedra, Espanha.
 
Trata-se dos primeiros parques ou jardins a ser classificados em Portugal, não havendo, até agora, nenhum exemplo de espaço luso a integrar esta rede internacional de Jardins de Camélias de Excelência.
 
Com mais de 2.250 exemplares de Camélias identificados, o jardim do Parque da Pena passa, assim, a fazer parte de um restrito grupo que, até sexta-feira, incluía apenas 30 representantes em todo o mundo. 

O reduzido número deve-se aos exigentes critérios de seleção, que passam, por exemplo, por uma coleção de camélias com mais de 200 cultivares, todas elas identificadas com sinalética apropriada e mapeadas com sistemas de georreferenciação, num jardim aberto ao público e com um grau de manutenção elevado.

  

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a Parques de Sintra adianta que os requisitos passam ainda pelo desenvolvimento de programas de investigação sobre a coleção de Camélias e a realização de atividades de divulgação e promoção, quer das Camélias em geral quer da coleção presente no Jardim.
 
A distinção surge em resultado de um processo que teve início em 2009, quando a Parques de Sintra lançou o projeto de recuperação e identificação botânica das Camélias do Parque da Pena, com o apoio da Associação Portuguesa de Camélias, de produtores e especialistas.

Em 2013, após a conclusão de várias fases do projeto, entre as quais a recuperação do Jardim da Condessa d’Edla (2011), da Feteira da Rainha (2013) e do Jardim das Camélias (2013), a Parques de Sintra considerou ter reunidas todas as condições para concorrer ao prémio.


Depois de aceite numa fase inicial, a análise da candidatura implicou ainda a visita de um elemento da International Camellia Society ao local. Por último, a candidatura foi avaliada por um painel de especialistas, presidentes das várias associações nacionais de Camélias e membros da ICS por inerência. A distinção foi aprovada no passado dia 14 de Março e entregue na Conferência bianual da International Camellia Society, em Pontevedra, Espanha.
 
Além do Parque da Pena, também o Parque Terra Nostra, nos Açores, foi reconhecido pela prestigiada associação, juntamente com treze outros jardins de Camélias noutros países.

Notícia sugerida por Cristina Rocha e Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub