Cultura

Documentário português premiado na Alemanha

O documentário "48", da realizadora Susana de Sousa Dias, sobre a tortura no Estado Novo, foi distinguido com o prémio FIPRESCI, atribuído pela Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica, no Festival Internacional do Documentário e Cinema de
Versão para impressão
O documentário “48”, da realizadora Susana de Sousa Dias, sobre a tortura no Estado Novo, foi distinguido com o prémio FIPRESCI, atribuído pela Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica, no Festival Internacional do Documentário e Cinema de Animação de Leipzig, na Alemanha.

O júri justifica a atribuição do prémio a Susana de Sousa Dias pela forma como a realizadora abordou a questão da ditadura no tempo do Estado Novo, recorrendo apenas à força da voz e à montagem dos retratos de quem foi preso e torturado pela PIDE.

“48” revela os testemunhos das pessoas entrevistadas pela realizadora, sobrepostos às fotografias a preto e branco que foram tiradas à época pela PIDE aos que foram detidos e torturados.

O documentário já havia sido premiado este ano no festival Cinéma du Réel, em França, e prepara-se para integrar a competição de outros festivais internacionais, nomeadamente em Turim (Itália), em Sarajevo e na Turquia, referiu Susana de Sousa Dias, em declarações à agência Lusa. 

Prevê-se que a obra chegue às salas de cinema nacionais entre o final deste ano e o início de 2011.

O Festival Internacional de Documentário e Animação de Leipzig decorreu entre os dias 18 e 24 de outubro. Consulte aqui a lista com todos os filmes premiados e respetivos comentários do júri.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório