Mundo

Dissidente chinês manifesta-se no Google +

NULL
Versão para impressão
Conhecido pela sua oposição ao regime chinês, Ai Weiwei, artista plástico chinês, regressa à internet depois de ter sido detido em abril pelas autoridades chinesas que o proibiram de se manifestar nas redes sociais, nomeadamente no Twitter. Weiwei, em liberdade desde o final do mês de junho, criou um perfil na nova rede Google + e publicou várias fotos suas.

Antes de ser detido durante mais de dois meses, Weiwei utilizava a internet para divulgar as suas ideias através do Twitter onde conta com cerca de 90.000 seguidores.

Após a sua libertação, o artista chinês utilizou o Google + para publicar uma mensagem: “Estou aqui, saudações”.  Weiwei não se fica pela mensagem, colocou também uma fotografia sua, onde se lê a legenda: “Aqui está uma prova de vida”. 

Esta é uma grande surpresa, anuncia a CNN, pois consta que Weiwei foi proibido, pelas autoridades chinesas, de se manifestar através das redes sociais – pelo menos as tradicionais como o Twitter – uma condição exigida para a sua libertação.

Para além da mensagem no Google + , Weiwei publicou também uma galeria de fotografias a preto e branco, relativas ao período em que viveu em Nova Iorque, durante as décadas de 80 e 90.

A comunidade que utiliza a nova rede social tomou rapidamente conhecimento desta aparição, e Weiwei conta agora já com cerca de 9.000 seguidores.

Outro dissidente chinês- Isaac Mao – também se adicionou a Weiwei, apelidando este regresso como uma “reencarnação”. “Não tenho conhecimento dos detalhes entre Ai e as autoridades, mas acredito que [Google +] não faz parte do acordo. Não permitem que se manifeste no Twitter, mas não o esperariam lá [Google +]”, sublinhou Isaac Mao à CNN.

Segundo a CNN, esta rede social está inacessível na maior parte do território da China, mas Mao acredita que existem mais de 100 mil chineses a utilizar este serviço.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório