Mundo

Dissidente chinês e Nobel da Paz 2010 premiado

O dissidente chinês Liu Xiaobo, Nobel da Paz 2010, foi premiado pela organização de defesa dos direitos humanos "Human Rights Watch" (HRW),com o prémio "Alison Des Forges" por arriscar a vida para "proteger a dignidade" dos outros, anunciou esta quin
Versão para impressão
[Fotografia: © AFP]

O dissidente chinês Liu Xiaobo, Nobel da Paz 2010, foi premiado pela
organização de defesa dos direitos humanos “Human Rights Watch”
(HRW),com o prémio “Alison Des Forges” por arriscar a vida para
“proteger a dignidade” dos outros, anunciou esta quinta-feira a
organização não-governamental.

Liu Xiaobo, 54 anos, que se encontra na prisão a cumprir uma pena de 11 anos por exigir democracia na China, foi agraciado, juntamente com cinco outros ativistas.O prémio “Alison Des Forges”, é atribuído em honra do nome da especialista sobre o genocídio no Ruanda morta em 2009 num acidente de aviação.

O prémio foi entregue na noite quarta-feira em Nova Iorque a Renée Xia, da organização Defensores Chineses dos Direitos Humanos, que o recebeu em nome do dissidente preso.

O galardão “serve para honrar aqueles que colocam em perigo a própria vida para proteger a dignidade e os direitos dos outros”, anunciou a HRW em comunicado, citado pela Lusa.

“Ao premiarmos Liu Xiaobo, premiamos também inúmeros defensores dos direitos do homem que foram injustamente acusados e presos devido aos seus esforços corajosos para mudarem a China. Todos devem ser libertados imediatamente”.

A HRW premiou também o ativista político egípcio Hossam Bahgat, a jornalista de investigação russa Elena Milachina, o ativista dos direitos humanos etíope Yoseph Mulugeta, o médico camaronês que defende os direitos do homossexuais, Steave Nemande e a ativista iraniana dos direitos das mulheres, Sussan Tahmasebi.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório