Inovação e Tecnologia

Dispositivo indica obstáculos a deficientes visuais

Uma equipa espanhola desenvolveu uma espécie de "óculos" com o objetivo de facilitar a vida de quem tem limitações de visão como é o caso do glaucoma, que afeta as células da retina.
Versão para impressão
Uma equipa espanhola desenvolveu uma espécie de “óculos” com o objetivo de facilitar a vida de quem tem limitações de visão como é o caso do glaucoma, que afeta as células da retina. O dispositivo determina a distância a que os objetos estão e o seu contorno, permitindo ao utilizador saber o que o rodeia. 
 
“O sistema deteta objetos e pessoas que se movem dentro do campo visual e dá todas as informações que alguém sem problemas teria ao seu dispor”, explicou Ricardo Vergaz, um dos responsáveis pela investigação, citado pelo portal Phys.org. De acordo com o especialista, “a informação relativa à profundidade é a que é mais falta àqueles que necessitam deste tipo de equipamento tecnológico”. 
 
Para combater esta dificuldade, os investigadores da Universidade Carlos III de Madrid criaram um algoritmo que permite calcular a distância a que estão os objetos e informar o utilizador em tempo real através de dois microecrãs. Além disso, o contorno dos elementos é destacado nesses microecrãs, com cores que variam consoante a distância a que estão. 
 
O equipamento, que ainda está em fase de protótipo, foi desenvolvido com recurso a um dispositivo HMD, um “capacete” de realidade virtual que inclui duas câmaras às quais foi ligado um pequeno computador. O computador processa as imagens e, no mesmo momento, transmite os dados recolhidos.
 
Atualmente, a invenção está a ser testada em colaboração com o Instituto de Oftalmologia Aplicada (IOBA) da Universidade de Valladolid, onde estão a ser levados a cabo ensaios clínicos com vista a apurar a validade e aplicabilidade do dispositivo.
 
“Depois de testar o equipamento numa amostra representativa de pacientes que poderiam beneficiar dele, o IOBA vai informar-nos dos resultados obtidos no final deste ano. Isso vai permitir-nos avaliar o seu sucesso e melhorá-lo”, adiantou Vergaz, salientando que o objetivo final da equipa é melhorar a ergonomia do produto, tornando-o confortável para o utilizador.
 
Segundo os especialistas espanhóis, o sistema poderá ter grande utilidade para quem sofre com patologias que não produzem cegueira total, mas limitam fortemente a visão. Só em Espanha, há centenas de milhares de pessoas afetadas com este tipo de problema e outras tantas que têm, em maior ou menor grau, probabilidade de vir a desenvolvê-los.
 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório