Sociedade

Diretor da PJ condecorado pela polícia espanhola

NULL
Versão para impressão
O diretor da Polícia Judiciária (PJ), Almeida Rodrigues, foi condecorado esta terça-feira pela Guarda Civil Espanhola com a Cruz de Mérito Policial, a mais importante distinção policial do país vizinho, graças ao trabalho que possibilitou o desmantelamento de um depósito de explosivos da ETA, em Óbidos.
 
Esta condecoração de Almeida Rodrigues teve lugar numa cerimónia realizada na Embaixada de Espanha em Lisboa e aconteceu pela mão do seu homólogo espanhol, Francisco Javier Velásquez. 
 
Em declarações à Lusa, Velásquez sublinhou a “colaboração e cooperação na luta contra a criminalidade transnacional” e destacou a “confiança e fluidez” que existe entre a ação das polícias dos dois países “com o objetivo de garantir a segurança dos cidadãos”.
 
Já o responsável máximo da PJ mostrou-se agradado com a distinção, que julga ser “o reconhecimento do bom trabalho desempenhado pelos funcionários da Polícia Judiciária  e também de outros serviços e forças de segurança portugueses”.
 
Almeida Rodrigues acredita que a condecoração “contribui para reforçar o prestígio internacional das forças e serviços de segurança portugueses com especial destaque para a PJ”.
 
Na cerimónia foram ainda galardoados outros elementos da Polícia Judiciária, nomeadamente José Ventura (coordenador internacional da Unidade Nacional de Combate ao Terrorismo), José Ferreira (da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes) e João Carreira (da Unidade de Prevenção e Apoio Tecnológico).
 
Houve também uma distinção para o comandante do Comando Operacional da Guarda Nacional Republicana (GNR) e para altos quadros do Sistema de Informações e Segurança (SIS).
 
Em 2010, a polícia portuguesa contribuiu decisivamente para o maior golpe no grupo separatista basco desde 2009, com a descoberta de cerca de 700 quilos de explosivos dentro de uma morardia em Óbidos, que funcionava como uma base logística.
 
De realçar que a ETA, que luta pela independência do País Basco e é classificada como organização terrorista pelas autoridades espanholas, anunciou recentemente o fim da luta armada que durante décadas marcou a sua atividade.
 
[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Elsa Martins]
 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório