Cultura

Diário de Vasco da Gama reconhecido pela UNESCO

O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia foi inscrito, esta quarta-feira, na lista dos Registos da Memória do Mundo da UNESCO.
Versão para impressão
O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia foi inscrito, esta quarta-feira, na lista dos Registos da Memória do Mundo da UNESCO. No total foram agora reconhecidos 54 documentos pelo comité, num total de 84 candidaturas.
 
A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) decidiu incluir este documento histórico numa nova lista de 54 items que constituem património mundial, por “nos oferecer um testemunho único da descoberta do caminho marítimo para a Índia (entre 1497 e 1499) e relatar um dos momentos que mudou o rumo da História”.
 
O documento em causa é, atualmente, propriedade da Biblioteca Pública Municipal do Porto e fazia parte do conjunto de 84 pedidos de inscrição enviados à reunião que o Comité Internacional do Programa Memória do Mundo está a realizar até sexta-feira, na cidade de Gwangju, no Camboja.
 
Para além do recente reconhecimento do diário de Vasco da Gama, já outros três documentos portugueses já integravam o Registo Memória do Mundo: a carta de Pêro Vaz de Caminha ao rei de Portugal D. Manuel I sobre a chegada ao Brasil, o Tratado de Tordesilhas (em versão castelhana) e um conjunto de 83.212 registos, que datam de 1161 a 1699, comprovativos das relações entre europeus, sobretudo portugueses, e os povos africanos, asiáticos e latino-americanos. Cada um destes documentos faz parte do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. 
 
Agora, o diário da descoberta do caminho marítimo para a Índia foi um dos 54 novos documentos e testemunhos históricos classificados pela UNESCO como património histórico. “Além de constituir uma das maiores explorações marítimas realizadas, à época, pelos europeus, a viagem de Vasco da Gama originou uma série de acontecimentos que viriam a transformar o mundo”, lê-se no site da organização. 
 
Atualmente, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto possibilita a leitura deste caderno online, estando o diário disponível na coleção Gâmica da Biblioteca Digital.
 
Entre as 54 candidaturas agora reconhecidas pelo comité constam os escritos de juventude de Che Guevara e ainda os aqruivos do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer.

Clique AQUI para conhecer a lista completa dos 54 novos Registos da Memória do Mundo da UNESCO.

Notícia sugerida por Lídia Dinis

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub