Saúde

Diabetes: legumes verdes reduzem risco

Comer uma dose suplementar de mais espinafres ou outros legumes de folha verdes - como brócolos ou couves - reduz em 14% o risco de diabetes tipo 2, a forma mais comum da doença em todo o mundo, de acordo com um estudo publicado no British Medical Jo
Versão para impressão
Comer uma dose suplementar de mais espinafres ou outros legumes de folha verdes – como brócolos ou couves – reduz em 14% o risco de diabetes tipo 2, a forma mais comum da doença em todo o mundo, de acordo com um estudo publicado no British Medical Journal.

Trata-se de uma área controversa e os autores da investigação alertam que são necessárias pesquisas complementares para confirmar estes resultados, de acordo com a Lusa.

A equipa de Patrice Carter, da Universidade de Leicester (Reino Unido), reviu seis estudos feitos nos EUA, na China e na Finlândia, em que foram estudadas 220 mil pessoas entre os 30 e os 74 anos para explorar a ligação entre o consumo de frutas e legumes e a ocorrência de diabetes de tipo 2 nos adultos.

“Fruta e vegetais são todos bons, mas os dados mostram que vegetais de folha verdes são particularmente interessantes, por isso iremos aprofundar a investigação”, explicou à Reuters Patrice Carter, um dos responsáveis.

Os autores defendem ainda que os antioxidantes, o magnésio e ómega-3 presentes nestes vegetais podem desempenhar um papel benéfico para a saúde.

“Sempre soubemos dos efeitos benéficos de comer vegetais mas esta é a primeira vez que há uma ligação direta específica entre vegetais de folha verdes e a redução do risco de desenvolver diabetes tipo 2”, esclarece ainda o Dr. Ianin Frame, do grupo britânico “Diabetes UK”.

A forma mais frequente da diabetes (90 por cento dos casos são de tipo 2) espalhou-se rapidamente dos países ricos para os países em desenvolvimento, a par da progressão da obesidade, devido ao sedentarismo e a uma alimentação rica em açúcares e gorduras.

Mais de 220 milhões de pessoas no mundo sofrem de diabetes, uma doença que matou mais de um milhão de pessoas em 2005, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório