Mundo

Desmantelada última bomba nuclear da Guerra Fria

NULL
Versão para impressão
A última bomba nuclear norte-americana, sobrevivente da Guerra Fria, foi desmantelada pela National Nuclear Security Administration (NNSA), esta terça-feira. O engenho possuía uma potência 600 vezes maior que a da bomba atómica lançada sobre Hiroshima.

A B53 é a mais antiga arma do arsenal americano e uma das maiores da história dos Estados Unidos. Pesava 4.500 quilos e tinha o tamanho de uma pequena carrinha, informa a Lusa. O anúncio do seu desmantelamento foi feito pela NNSA, no decorrer de uma cerimónia no Texas, e vem cumprir um dos objetivos do Presidente Barack Obama, de reduzir o número de armas nucleares.

Em 2009, Obama disse em Praga que queria reduzir o arsenal nuclear como parte da sua estratégia de segurança. “A eliminação da B53 é uma significativa conquista nos nossos esforços para reduzir as armas nucleares e implementar a agenda de segurança nuclear do Presidente Obama”, disse Thomas D’Agostino, administrador da NNSA, no comunicado.

Os funcionários envolvidos no processo separaram 136 quilos de explosivos no interior do material nuclear especial (urânio). A execução do desmantelamento foi feita longe longe dos olhares do público, mas os explosivos de uma bomba desmantelada anteriormente foram detonados numa ação a que assistiram jornalistas numa zona de segurança.

A B53 foram colocada ao serviço em 1962 e manteve-se no arsenal até 1997.

Para ver mais fotografias do desmantelamento, clique aqui.

[Notícia sugerida por Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório