Cultura

Descobertos três guiões de Akira Kurosawa

Três guiões do cineasta japonês Akira Kurosawa foram descobertas no Japão, segundo anunciou Yasuki Hamano, professor da Universidade de Tóquio, citado pela CNN, que encontrou os guiões no decurso da sua pesquisa sobre o realizador.
Versão para impressão
Três guiões do cineasta japonês Akira Kurosawa foram descobertas no Japão, segundo anunciou Yasuki Hamano, professor da Universidade de Tóquio, citado pela CNN, que encontrou os guiões no decurso da sua pesquisa sobre o realizador.

Dois dos guiões encontrados “Kanokemaru no Hitobito” (O Povo de Kanokemaru) e “Ashita o Tsukuru Hitobito” (As Pessoas que Continuam o Amanhã) são de filmes, enquanto o terceiro, “Yoki na Kojo” (A Fábrica Animada) se tratava de uma peça para rádio.

“Kanokemaru no Hitobito” relata a história de uma tripulação a tentar sobreviver a uma tempestade no mar. Hiroshi Hashimoto terminou de redigir o guião com base nas ideias de Kurosawa. Era para estrear em 1951, mas foi cancelado antes de seguir para produção.

“Ashita” foi escrito em 1946 e era um projeto de colaboração com Kurosawa e outros elementos.

A peça de radiofónica foi escrita quando Kurosawa ainda era assistente nos estúdios da NHK em Agosto de 1942.

Akira Kurosawa morreu em 1998 com 88 anos e ficou na história como o realizador que trouxe o cinema japonês ao mundo quando ganhou o Leão de Ouro em Veneza, em 1954, com o filme “Sete samurais” que já teve inúmeras versões por todo o mundo.

Com uma carreira de cinquenta anos, Kurosawa dirigiu 30 filmes.Ganhou o Óscar de carreira em 1989 e é considerado como um dos cineastas mais importantes e influentes da história do cinema.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório