Ciência

Descobertos animais que vivem sem oxigénio

Cientistas italianos e dinamarqueses descobriram nas profundezas do Mar Mediterrâneo, três espécies de animais pluricelulares que não necessitam de oxigénio para sobreviver.
Versão para impressão
Cientistas italianos e dinamarqueses descobriram nas profundezas do Mar Mediterrâneo, três espécies de animais pluricelulares que não necessitam de oxigénio para sobreviver.

As espécies animais, da família da Loricifera, vivem a três mil metros de profundidade, têm menos de um milímetro de comprimento e não necessitam de oxigénio para viver, o que contraria o que se pensava conhecer sobre os limites da vida.

Existem algumas bactérias, vírus e outros microorganismos unicelulares que vivem sem oxigénio, mas os cientistas nunca tinham encontrado um ser tão complexo como as Loricifera com a mesma capacidade.

Estes organismos não possuem mitocôndrias, os organelos celulares responsáveis pela conversão de açúcar e oxigénio em energia, ao contrário de todos os outros animais, fungos e plantas que se conheciam até hoje. A produção de energia destes organismos é feita a partir de reacções enzimáticas.

Esta descoberta foi feita por Roberto Danovaro, da Universidade Politécnica de Marche, na região italiana de Ancona, durante três expedições às costas meridionais da Grécia. A pesquisa foi divulgada na revista científica “Nature”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório