Ambiente

Descoberto um rio subterrâneo sob o rio Amazonas

NULL
Versão para impressão

Por baixo do Rio Amazonas existe um segundo curso de água. Foi esta a descoberta feita por um grupo de investigadores do Observatório Nacional do Brasil. O rio, baptizado de Hamza, percorre uma extensão semelhante à do Amazonas, e nasce, como este, na Cordilheira dos Andes, no Peru. A descoberta foi feita por Elizabeth Pimentel, no âmbito da sua tese de doutoramento.

Tal como aponta o comunicado emitido pelo Observatório Nacional, o rio Hamza apresenta-se como um curso de água subterrâneo. Segundo o estudo, a água cai na vertical em zonas de baixa profundidade (até 2000 metros) e depois segue na horizontal até uma profundidade máxima de 4000 metros.

Existem ainda outras semelhanças com o Amazonas. Tal como aquele que é tido como o segundo maior rio do mundo, o curso de água descoberto movimenta-se de oeste para leste, ate chegar ao Oceano Atlântico onde desagua. Os pesquisadores da Coordenação de Geofisica do Observatório Nacional acreditam que o Hamza tem influência sobre o oceano.

“Provavelmente, o fluxo das águas subterrâneas é responsável pelos grandes indícios de baixa salinidade do mar encontradas nas proximidades da foz do Amazonas”, dizem no comunicado.

No entanto, nem tudo são semelhanças. Ao contrário do Amazonas que se desloca a uma velocidade de 0,1 a 2 metros por segundo, o rio subterrâneo é muito mais lento, não evoluindo mais do que 10 a 100 metros por ano. Também a largura dos dois cursos de água é diferente, já que o Hamza atinge os 400 quilómetros, enquanto o Amazonas, à superficie, não ultrapassa os 100 quilometros de distância entre as duas margens.

Apesar de esta ser a primeira vez que se verifica a existência deste curso de água, pessoas da região de Cuzco relatam fazer utilização do Hamza para a agricultura. “Eles sabem da existência desse fluxo debaixo de terrenos áridos e por isso fazem escavações para poços ou mesmo plantações”, explicou o pesquisador Valiya Hamza do Obervatório Nacional, que deu nome ao rio.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Vítor Fernandes]

Clique AQUI para aceder ao comunicado do Observatório Nacional do Brasil.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório