Mundo

Descoberto outro navio afundado com tesouro de prata

NULL
Versão para impressão
A sorte voltou a tocar à equipa de expedição americana Odyssey Marine Exploration. Os investigadores encontraram os destroços de um novo navio afundado com uma grande carga de prata a bordo. Esta é a segunda descoberta feita no espaço de duas semanas, depois de terem encontrado o SS Gairsoppa, com a maior quantidade de metais preciosos já descobertos no mar.

Desta vez foi o SS Mantola, um navio britânico afundado por um submarino alemão em 1917, ao largo da Irlanda. O navio fazia a deslocação entre o Reino Unido e Calcutá, na Índia. Passados quatro dias de sair do porto de Londres foi torpedeado e acabou 2500 metros abaixo do nível do mar, no Oceano Atlântico.

A Odyssey Marine Exploration afirma que nos destroços estão 19 toneladas de prata, o equivalente a 19 milhões de dólares, informa a Associated Press. A equipa está a preparar uma ação de recuperação dos destroços para o próximo verão, altura em que também vão recuperar os metais preciosos do Gairsoppa.

O valor do tesouro será dividido entre a Odyssey e o Departamento de Transportes do Governo Britânico, sendo que a equipa de expedição ficará com a maior fatia, ou seja, 80% do valor total.

Na altura do naufrágio, em 1917, O Ministério dos Transportes de Guerra Britânico pagou um seguro de 110 mil dólares pela prata que ia a bordo do Mantola quando ele afundou.

No desastre morreram sete passageiros, tendo todos os restantes 158 membros da tripulação e os 18 passageiros sobrevivido. O navio britânico estava ao serviço há menos de um ano.

Os destroços agora encontrados estão localizados apenas a 100 milhas (160km) dos destroços do SS Gairsoppa.

Veja o vídeo dos destroços clicando no link acima.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório