Mundo

Descoberta a casa mais antiga do Reino Unido

Arqueólogos britânicos anunciaram ter encontrado aquela que está a ser considerada a casa mais antiga do Reino Unido, construída por volta do ano 8.500 antes de Cristo, perto da localidade de Scarborough, no litoral do nordeste da Inglaterra.
Versão para impressão
[Foto © EFE]

Arqueólogos britânicos anunciaram ter encontrado aquela que está a ser considerada a casa mais antiga do Reino Unido, construída por volta do ano 8.500 antes de Cristo, perto da localidade de Scarborough, no litoral do nordeste da Inglaterra.

A “sensacional descoberta”, segundo descreveram os arqueólogos das Universidades de Manchester e York que trabalham conjuntamente no lugar, tem mais 500 anos do que aquela que era considerada até agora a casa mais velha das ilhas britânicas.

Os arqueólogos também estão a examinar uma plataforma de madeira próxima à casa, que consideram que pode ser um dos vestígios melhor conservados do período Mesolítico.

Nicky Milner, arqueóloga da Universidade de York, explicou em declarações à BBC que lugares como este são “incrivelmente raros” e que a descoberta servirá para conhecer melhor o tipo de vida dos britânicos há 100 séculos.

“O que realmente importa é como este lugar muda a nossa visão sobre estes caçadores. Havia uma visão de que eram nómadas muito ativos, com grande mobilidade, mas agora vemos que tinham uma forma de vida muito mais assentada e sofisticada. As pessoas viviam no mesmo sítio durante gerações”, aponta a especialista.

Acredita-se que esta zona, então unida ao continente europeu, era residência de comunidades de caçadores, as primeiras que se assentaram no local depois do degelo da era glacial.

Estes homens semeavam colheitas, mas principalmente viviam da caça de cervos, javalis e alces, ajudados por cachorros domesticados.

A casa encontrada é uma moradia de estrutura circular, com uma série de troncos dispostos em torno de uma superfície em um nível inferior, que possivelmente era coberta por cana ou junco.

Os arqueólogos não sabem como eram protegidas as paredes e o teto, mas afirmam que a casa foi remodelada com a passagem do tempo, e que provavelmente havia outros imóveis à sua volta.

A casa foi encontrada na jazida conhecida como Star Carr, que provavelmente foi habitada entre 200 e 500 anos após a era glacial, e que foi objeto de um intenso estudo desde que foi descoberta, na década de 1940.

Antes, foram desenterrados ali objetos como o remo de um navio, pontas de flechas e máscaras feitas com crânios de cervos, que provavelmente eram utilizadas em rituais. Também está a ser estudado o tronco de uma árvore datado de 11 mil anos com a crosta ainda intacta.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório