Negócios e Empreendorismo

Défice comercial português desce 26,4%

NULL
Versão para impressão

As indústrias portuguesas registaram um aumento significativo de novas encomendas entre maio e julho. Valores que conferem ao défice comercial português uma quebra de 26,4% face a igual período no ano passado, indicou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os números do INE mostram que a indústria portuguesa está a dar passos positivos para sair da crise. Entre maio e julho deste ano, registou-se uma redução das entradas e um aumento significativo das saídas de encomendas, o que possibilitou um “desagravamento do défice da balança comercial no montante de 1 295,8 milhões de euros”.

A melhoria do saldo deveu-se à subida de 14,9% nas exportações, para 11.014,1 M€, e ao incremento de apenas 0,2% nas importações, para os 14.897,7 M€.

No período de maio a julho de 2011, as expedições para os parceiros comunitários aumentaram 14,4% e as chegadas diminuíram 4,8%, face ao mesmo período do ano anterior.

Feitas as contas, o défice comercial global português foi de 3,88 mil milhões de euros nos três meses terminados em julho, menos 26,4% que em igual período de 2010.
 
[Notícia sugerida por Catarina Alves]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório