Mundo

Dadores recebem SMS quando o seu sangue salva vidas

A Suécia encontrou uma forma original de agradecer aos dadores de sangue. Estes benfeitores começaram a receber, automaticamente, uma SMS no telemóvel sempre que o seu sangue é utilizado para salvar a vida de alguém.
Versão para impressão
A Suécia encontrou uma forma original de agradecer aos dadores de sangue e de os relembrar da sua importância. No âmbito de uma iniciativa inovadora, estes benfeitores começaram a receber, automaticamente, uma SMS no telemóvel sempre que o seu sangue é utilizado para salvar a vida de alguém.
 
A notícia é avançada, em exclusivo, pelo jornal britânico The Independent, que falou com a responsável pela comunicação do serviço de colheitas de sangue de Estocolmo, capital sueca.

De acordo com a publicação, sempre que doam, os dadores são agraciados um “obrigado” via mensagem de texto, recebendo mais uma SMS de cada vez que a sua dádiva é usada em prol da saúde de outra pessoa.
 

“Estamos constantemente a tentar encontrar formas de expressar a importância dos dadores. Queremos dar-lhes 'feedback' pelos seus esforços e achamos que este é um bom método para o fazer”, conta Karolina Blom Wiberg, daquele serviço, em entrevista ao The Independent. 
 
Segundo Blom Wiberg, estas mensagens – que se têm tornado um êxito nas redes sociais e chamado a atenção para a falta de reservas nos bancos de sangue – recordam os dadores da ajuda que dão aos outros cidadãos, o que os encoraja a voltar.
 
“É uma ótima sensação saber que fizemos uma diferença tão grande e, quem sabe, que salvámos a vida de outra pessoa. Graças às SMS estamos a ganhar grande visibilidade nos 'media', mas acima de tudo acreditamos que [este gesto para com os dadores] os faz regressar e doar uma vez mais”, explica a responsável. 
 
O programa arrancou há já três anos em Estocolmo mas, pouco a pouco, em virtude da reação positiva da população, tem estado a estender-se a outros locais da Suécia. 
 
Além desta iniciativa, as autoridades suecas têm posto em prática outras medidas com vista a aumentar as doações. Uma delas é, por exemplo, a disponibilização constante dos números sobre a quantidade de sangue existente nos bancos próximos das áreas de residência de cada um.
 
Para saber qual a quantidade de sangue disponível, os residentes têm apenas de ir até ao 'site' do seu banco local, onde podem ver um gráfico que apresenta, em tempo real, todos os dados pretendidos.
 
“Toda a informação que temos internamente é divulgada publicamente”, destaca Blom Wiberg, esclarecendo que o objetivo é “fazer com que o público em geral e, em especial, os dadores entendam o quão importante é o seu contributo”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório