Cultura

Curta portuguesa vence prémio em Nova Iorque

A curta metragem "Confessional Acts", da realizadora Ana Barroso, venceu o prémio na categoria "Melhor Curta-metragem Avant-garde Internacional", no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Independente de Nova Iorque, noticia a agência Lusa.
Versão para impressão
A curta metragem “Confessional Acts”, da realizadora Ana Barroso, venceu o prémio na categoria “Melhor Curta-metragem Avant-garde Internacional”, no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Independente de Nova Iorque, noticia a agência Lusa.

Para Ana Barroso, professora do Ensino Secundário, o galardão é “muito importante”, já que se encontra em início de carreira e este foi o primeiro prémio a que concorreu.

“Foi uma excelente surpresa. Estou a começar a fazer vídeo, é uma experiência muito recente, mas é um importante incentivo para continuar a trabalhar, sempre ao meu ritmo e com o meu cunho pessoal”, afirmou a cineasta à agência Lusa.

O vídeo experimental “Confessional Acts”, protagonizado por Vanda Franco, conta a história “surreal” de uma mulher que um dia quis ser como Rita Hayworth e foi pago pela própria realizadora.

Ana Barroso fez um mestrado sobre a cinematografia de David Lynch e está neste momento a estudar a cinematografia de Gus Van Sant e Larry Clark na Universidade de Letras de Lisboa.

Terminou recentemente uma outra cura metragem, intitulada “Good bye” e está a iniciar outro projeto idêntico, revelou a autora à Lusa.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório