Sociedade

Cursos de empreendedorismo para mulheres

Fomentar o espírito empreendedor e promover a criação do autoemprego. É este o objetivo das ações de empreendedorismo dirigido a mulheres desempregadas que a Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias tem vindo a desenvolver. O projeto Dona Empres
Versão para impressão
Fomentar o espírito empreendedor e promover a criação do autoemprego. É este o objetivo das ações de empreendedorismo dirigido a mulheres desempregadas que a Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias tem vindo a desenvolver. O projeto Dona Empresa é composto por três fases: formação, consultoria e integração. As próximas ações vão decorrer em Lisboa e em Portimão.

Para montar um negócio de sucesso não basta registar a empresa no novo serviço do governo Empresa na Hora. É fundamental, por exemplo, ter competências empreendedoras, saber lidar com burocracias, ter noções de gestão financeira e de marketing, estar confortável com as novas tecnologias.

Por isso a APME desenvolve, desde 2002, cursos de empreendedorismo dirigidos a mulheres desempregadas ou inativas. Os cursos Dona Empresa têm três fases: formação [179 horas], consultoria [80 horas] e integração em rede [ao longo de todo o curso]. 

A candidatura aos cursos é feita através de um formulário de pré-inscrição disponível no site da Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias. Depois há um processo de seleção que é feito com base em três critérios, explicou Miguel oliveira da APME ao Boas Noticias.

“O primeiro critério tem a ver com a ideia de negócio que é apresentada pela candidata na pré-inscrição: as pessoas têm de ter uma ideia muito clara do que querem fazer. O segundo critério resulta de um teste de personalidade que verifica se a candidata tem um perfil empreendedor. Por fim, é realizada uma entrevista presencial que é determinante para a seleção”, explica o responsável da APME.

Próximas acões: Lisboa e Portimão

As ações decorrem um pouco por todo o país [à exceção das ilhas] mas não têm um calendário fixo, pelo que será necessário consultar a APME para estar a par das próximas ações. Em Lisboa, começa um novo curso na segunda quinzena de maio e está programado outro para outubro. Em julho, irá decorrer um curso Dona Empresa em Portimão.

A taxa de sucesso, ainda que não seja de 100 por cento, tem sido bastante elevada. “Cada curso tem cerca de 16 formandas. Em média, em cada grupo, cerca de 60 a 80 por cento das mulheres passa para a fase de implementação do negócio”, explica Miguel Oliveira.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório