Mundo

Criança paga as suas férias a vender limonada

A pequena Julie Murphy, de sete anos, arrecadou quase dois mil dólares apenas a vender limonada. Com o dinheiro que amealhou, a criança norte-americana planeia passar as suas férias com a mãe no parque de diversões da Disney.
Versão para impressão
[Foto: © Torsten Kjellstrand/The Oregonian]

A pequena Julie Murphy, de sete anos, arrecadou quase dois mil dólares apenas a vender limonada. Com o dinheiro que amealhou, a criança norte-americana planeia passar as suas férias com a mãe no parque de diversões da Disney.

Vendendo o copo de limonada a 0,50 dólares (aproximadamente 0,38 euros), a menina esperava apenas conseguir juntar algum dinheiro quando montou a sua barraquinha de limonada numa feira de artes local, em Portland, Oregon, com a ajuda da mãe. No entanto, o sucesso não chegou sem antes haver alguma controvérsia.

As autoridades de saúde locais decidiram encerrar a atividade da pequena Julie, alegando que esta precisaria de uma licença para o fazer. O caso gerou um grande debate entre o público e foi divulgado pelos meios de comunicação espalhados pelo país.

Na passada quinta-feira, o condado de Portland veio, assim, formalizar um pedido de desculpas à menina, a quem uma estação televisiva e uma marca de pneus, solidárias com o caso, patrocinaram uma nova barraquinha de venda de limonada.

O diretor do conselho administrativo do condado, Jeff Cogen, declarou à imprensa americana: “Há uma razão pela qual as leis existem”, mas “uma menina de 7 anos de idade a vender limonada numa barraquinha não equivale a um adulto a vender burritos numa roulote”.

O governante sublinhou ainda o facto de a venda de limonada por crianças em frente das suas casas é uma tradição americana, lembrando que ele próprio vendia limonada quando era pequeno, assim como os seus filhos o fazem atualmente.

Ao todo, Julie conseguiu angariar 1.838,31 dólares – o equivalente a 1.400 euros – com a venda da bebida, e decidiu usar o dinheiro para passar férias na Disney com sua mãe, no fim deste mês.

“Agradecemos muito o apoio de todos”, confessou a mãe, Maria Fife, ao jornal The Oregonian. “Ela abriu a sua barraquinha de limonada, teve uma boa experiência, e isso é tudo o que ela queria, em primeiro lugar”, enalteceu Maria Fife, elogiando ainda todos os cuidados de higiene que a menina teve enquanto trabalhou na barraquinha, como a desinfeção permanente das mãos e a arrumação adequada de todos os utensílios.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório