Negócios e Empreendorismo

Cortiça portuguesa decora espaço religioso em Itália

A cortiça portuguesa é o principal elemento da construção de novo espaço de oração para os peregrinos integrado na exposição do Santo Sudário, em Itália. O aglomerado da cortiça expandido da Corticeira Amorim foi escolhido como solução técnica.
Versão para impressão
A cortiça portuguesa é o principal elemento da construção de novo espaço de oração para os peregrinos integrado na exposição do Santo Sudário, em Itália. O aglomerado da cortiça expandido da Corticeira Amorim foi escolhido como solução técnica de isolamento térmico e acústico e para utilização na fachada do edifício, construído junto à Catedral de Turim.
 
O projeto de arquitetura sustentável, denominado “Penitenzieria”, resulta de uma parceria entre a Amorim Isolamentos e a be-eco, uma 'startup' italiana do Instituto Politécnico de Turim, responsável pela conceção deste espaço de oração para um dos eventos que maior número de peregrinos mobiliza a nível mundial.
 
“Escolhemos a cortiça pelas suas caraterísticas naturais, pelo ciclo de vida sustentável que se inicia com um processo de produção com um reduzido consumo energético”, afirma, em comunicado divulgdo pela Corticeira Amorim, o arquiteto A. Spinelli, responsável da 'startup' e membro da Comissão do Santo Sudário.
 
De acordo com Spinelli, “este é um material 100% reciclável e que, tecnicamente, apresenta um ótimo comportamento em termos de isolamento térmico e acústico, passível de estar no exterior de um edifício e com elevada durabilidade”.


© Corticeira Amorim
 

O edifício foi construído com uma estrutura de suporte feita de madeira e o aglomerado de cortiça expandido da Amorim Isolamentos foi utilizado em três áreas diferentes: na cobertura do edifício com placas de 100 mm de espessura, na estrutura de madeira lateral com uma espessura de 60 milímetros e no exterior com 40 milímetros, onde assenta a fachada ventilada.
 
Este edifício de cariz sustentável está aberto ao público desde o início da Exposição do Santo Sudário, na Praça San Giovanni, em frente à Catedral, onde permanecerá até 24 de Junho. Na edição de 2015 do evento está prevista a receção de quatro milhões de peregrinos, um número para o qual muito contribuirá a visita do Papa Francisco, no próximo mês.
 
Finalizada a exposição, após 24 de junho, o edifício integrará o Festival de Arquitetura na Cidade 2015, organizado pela Associação dos Arquitetos da Fundação de Turim (FOAT).

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório